quarta-feira, 30 de março de 2011

Insensato Coração: Denunciado no Ministério Público

     "Peço encarecidamente atenção do Ministério Público para mais um golpe  brutal sofrido pela moral pública: Recentemente, a Rede Globo de Produção cravou um longo punhal de média metragem bem no meio do peito da boa índole. Não é a primeira vez, mas o que agora chama a atenção é que dessa vez foram adolescentes e crianças os alvos.

Bruna Linzmeyer: Estreiou na Globo no infame "Afinal, o que querem as mulheres?" e depois protagonizou Leila em Insensato Coração, num papel basicamente safado
     Começou com uma personagem ruiva na plena flor de sua virgindade diariamente. Mesmo sendo uma atriz emprestando seu corpo à 'alma' de sua personagem, sentia-se no brilho dos seus olhos e no vigor de suas expressões corporais e faciais o calor da agitação que provavelmente teria ao tratar do tema, se fosse realidade. Algum ingênuo podeia argumentar que isso fosse completamente normal, mas como, de que maneira, caros promotores, pode ser admissível que uma moça beirando os 18 anos, no mais alto brilho do seu encanto juvenil, invadisse todas as casas por ondas de TV para tratar de um tema tão delicado, estimulando ainda sua prática, com uma etiqueta etária de censura 12 anos tão evidente? É permito, sob a desgastada alegação de liberdade de expressão, submeter quase todos os adolescentes e crianças do Brasil, o que vai muito além dessa singela classificação que em muito pouco influi sobre a conduta das famílias, a toda essa alegoria de promiscuidade?
Mas Globo não se contentou com isso. Foi mais além: Montou uma cena onde a atriz tirou a roupa até a calcinha e o sutiã, num enredo sensual e após o uma facilmente presumível atividade libidinosa com um coadjuvante, este, vestindo apenas peças íntimas, comentou: “A gente tava no chão, mas senti, sei lá, como se estivesse nas nuvens [...]”. Seguiu o roteiro dizendo:“A segunda vez é melhor que a primeira, sabia?”

Ato contínuo a história prosegue com os casos de homens-mercadoria. Agora crianças de 12 anos em diante, sem falar das ainda menores, continuam 'livres' para apreciar a cena seguinte, onde Leila, já com outro rapaz conseguido numa festa, dialoga antes de mais uma cópula:

_ É a sua primeira vez?
_ É a primeira vez com você - e eles se beijam.
_ Isso é o que importa

Então, o rapaz a beija novamente e sua boca desce pelo corpo dela lentamente. Sai do queixo, segue para o pescoço, os seios, a barriga e outros locais que a câmera não mostra, focando agora o rosto da moça.

Não se sabe quantas crianças, adolescentes, religiosos e moralistas viram estas cenas invasivas e de pouca utilidade pública

É isso a "cultura que se vê por aqui"?
É isso que o Brasil entrega para seus  filhos depois de 21 anos de obscuridade e terror generalizado? Um cancro golpista indo além do corriqueiro desserviço social cooperando com a perversão das nossas crianças e adolescentes?!

Lamento profundamente que se institua com plena permissão legal essa desgraça generalizada. Aliás, não só lamento como estou tomando a atitude de vir neste Portal Eletrônico denunciar o absurdo cometido por essa gente disposta a causar as maiores destruições em defesa de seu lucro, de audiência.

Espero, com toda sinceridade, que o Ministério Público de Pernambuco solidarize efetivamente com estas reclamações e entenda a importância de tomar atitudes enérgicas contra esses criminosos que tão mal fizeram, fazem e farão ao povo brasileiro!

Pior ainda: Globo exporta suas novelas. Fora do país chegará a outras emissoras esse lixo classificado por indicação mínima de 12 anos para assistir. Será que lá também, promotores, se repetirá mil vezes esse absurdo até que vire banal?

Eis aí o verdadeiro Insensato Coração: Corrompe caracteres, esvazia-se de valores e preenche seus vazios com cifras.

Bruna Leinzmeyer na minissérie "Afinal, o que querem as mulheres". Isto mostra a visão simplista que a classe dominante tem sobre as mulheres: Um pedaço de carne a ser desfrutado



PARA OS PEQUENOS, PERVERSÃO DIÁRIA, EM QUALQUER LUGAR, NUMA NOVELA DE CENSURA 12 ANOS ÀS 21 HORAS.


E NÃO PENSEM QUE FICARIA MAIS TRAGÁVEL O ROTEIRO SEMIPORNOGRÁFICO SEM O NÚCLEO SEMIPEDÓFILO DA NOVELA. As cenas provocantes são pouco. Marcantes são os comentários que a personagem faz com seus familiares:

“A gente foi lá pra transar. Ponto. Eu queria perder a virgindade e o Cadu me fez esse favor.”;
“Ah, minha transa foi super caída. Não doeu, uns momentos fez cosquinha e em outros nem senti nada. Se eu estivesse lendo uma revista ou vendo televisão, seria a mesma coisa. A depender do filme, seria até melhor. O que importa é que eu não sou mais virgem e pronto”;
“Perder a virgindade é como arrancar um dente de leite: A GENTE É PEQUENA, MORRE DE MEDO, dói um pouquinho, sai um sanguinho e pronto. Vou mandar um torpedo pro instrutor e se tudo correr bem eu vou perder meu último dentinho de leite.” (esse vai pro inventário de argumentos para pedófilos aliciarem menores) ;
 “Minha filha, você perdeu a virgindade pra um zero à esquerda, um instrutorzinho, um vagabundo de praia! Tem idéia do bom partido que poderia pegar se você se guardasse?!”
“Agora não tem mais desculpa, né Cecília? Poxa, transei com meu namorado, um cara que eu gosto, que beija bem, é carinhoso, tem experiência... Só que pode ter alguma doença, né? –E foi melhor do que com o Cadu? –pergunta Cecília- Foi mil vezes melhor. Mas o estranho é que não teve explosão, eu não perdi o controle. Estava até pensando nas coisas que eu ia colocar na mala enquanto ele[...]. Acho que eu tenho alguma coisa errada ou ESSE NEGÓCIO DE ORGASMO É LENDA [...] Eu não sei, Cecília. TENHO MEDO DE QUE EU SEJA FRIA, DE QUE TENHA ALGUMA COISA FALTANDO EM MIM.” (agora é conversa nem é mais sobre virgindade. É sobre orgasmo);
“A próxima vez que você chamar meu hímen de trunfo, eu juro que nunca mais falo com você!”


Concluindo, peço novamente aos promotores que tomem as devidas providências com esses criminosos irresponsáveis o quanto antes por toda a degradação moral que fizeram ao povo brasileiro em todas as idades, mesmo as menores. A perversão infanto-juvenil de hoje não é natural; É ENSINADA.

Grato e contando com a atuação desse órgão,
mais 'um rapaz latinoamericano apoiado por cinquenta mil manos' e odiado pela imprensa por ser jovem de verdade."

Fontes: Canal do YouTube "Amigas Tube" e a próprio emissora em seu site
http://www.youtube.com/user/AMIGASTUBE1#p/c/6B7DA1C190CCEB56
http://insensatocoracao.globo.com/videos/#/cap%C3%ADtulos/20110218/page/3

segunda-feira, 28 de março de 2011

NAZISTAS RUSSOS

Partido Nacionalista Russo

Depois da propriedade privada, da propaganda burguesa, da pornografia, da heroína, da maconha, das crianças de rua, da inflação e do desemprego, Yeltsin e seus namorados ianques trouxeram para nossa querida terra-mãe a coisa mais repugnante inventada pela humanidade: NAZISMO!

Sim, isso mesmo! Como se não bastassem as mais de 500.000 mulheres ucranianas que saíram do seu país pelo tráfico de pessoas, o capitalismo encontrou no ódio russo aos terroristas chechenos (que os chechenos não apóiam) a fonte de anjinhos fascistas que tanto ama. E mais: não satisfeitos com uma única suástica, pintaram suas bandeiras com 2, formando assim uma cruz e dizendo em alto e bom tom: "Deus apóia nossa causa."



Aqui está: http://www.youtube.com/watch?v=Y0fUuOtyaVo&feature=fvsr&has_verified=1

http://www.youtube.com/watch?v=NZMdvxKmlpY


http://www.youtube.com/watch?v=lRIxt32HRYs&feature=related

É exatamente por isso, meus queridos amigos, que não devemos jamais aceitar a passividade política e perder a fé em nosso grandioso ideal comunista. Não por deus que, se existe, apoia tanto esse tipo de coisa que mais uma vez não interfere, mas por nós mesmos, habitantes do planeta Terra, feios, pobres, mestiços e revoltados com os sujeitos da suposta 'raça superior'.

Espalhem isso pelos quatro cantos do mundo, camaradas! Mais que uma guerra, é uma revolução mundial pela terra-mãe (não só a Rússia), por Marx, por Che, por cada despossuído fudido e lascado da américa Latina e do mundo!

VIVA A REVOLUÇÃO! VIVA O SOCIALISMO!
UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUURAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!


domingo, 20 de março de 2011

Democracia: Dilma manda sentar o cacete nos comunistas


     Não sou do PT, mas até eu fiquei com vergonha. Depois de mandar os ômi cair de pau em todo e qualquer sujeito que chamar Obama de Opressor FDP, Dilma faz uma puta recepção em sua homenagem e fica pousando de 2 de paus na camêra o dia inteiro enquanto troca puxações de saco mútuas com o ianque. Teve recepção, aperto de mão, musiquinha dos Dragões do arrocha da Independência, cobertura carinhosamente preparada pela Globo e até feijoada vegetariana pra mulher dele! É impressionante: A 'mãe do PAC' promete com bíblia na mão que vai continuar a política de Lulla (que não diferencia muito de FHC) em manter todo o latifúndio e exploração estrangeira no Brasil, especialmente no que toca a expansão agropecuária. Entretanto, quando o povo todo está olhando (com um nojo especial pela ilustre compania) ela vem falar em cooperação para "combater o aquecimento global, incentivar as fontes renováveis" e banca até banquete natural, com feijoada sem crueldade para a primeira-dama do Império Cruel. ¬¬

O PSTU foi força de grande importância nesses protestos, muito diferente dos pelegos do PCdoB
     De quebra, no mesmo almoço, empresários brasileiros e americanos encontraram-se num grande espetáculo do horror disfarçado por Champgne e sorrisos para, numa grande atmosfera de amizade e companheirismo, definir eles mesmos sem qualquer consulta popular as formas de explorar a natureza e o povo brasileiros. Não, playboys lesados que leêm isto. Não estão discutindo formas de empresas brasileiras trazerem pra cá dinheiro americano (coisa que só trazemos por cartas de imigrantes ilegais). Se trouxerem, vai ser dando em troca as tais Commodities, que é um nome aviadado pra Matéria-prima. Entregando matéria-prima nossa por um preço que costuma ser baixíssimo, o PT estrangula as possibilidades de favorecer a indústria nacional e ajuda os gringos a encher nossos mercados com coisa que, no fim, vai dar um puta lucro pra eles enquanto quebramos. É o que acontece direto com os alimentos. Durante os anos 90, o povo foi pra rua pressionando o governo a não aderir à ALCA. Pra quê tanto? Simples: Os latifúndios americanos tem máquinas modernas, adubos, fertilizantes e agrotóxicos pra caramba e, o mais importante, crédito do governo (subsídios). Assim fica muito mais fácil e barato para eles produzir toneladas de alimentos enquanto os labradores aqui dependem da chuva para ter boa colheita. Resultado: Comida americana barata e de sobra no super-mercado dando dinheiro para estrangeiros e camponeses desempregados fazendo exôdo rural e suas consequências.

 Mais uma prova de que o capitalismo não é democrático: Lacrimogênio em quem quer um Brasil forte e independente
     Então, se os empresários americanos e brasileiros estão juntinhos com os presidentes para tratar de negócios não é para "buscar um modelo de desenvolvimento verde e solidário para diminuir as desigualdades." É pra discutir formas de cartéis americanos super-poderosos entrarem aqui beneficiando a si mesmos, a elite dominante local e os supostos "representantes do povo" nessa ordem, como costuma ser. Se não estivessem agindo dessa forma, não se encontrariam em segredo e mudando de local em cima da hora para fugir de grevistas. Pelo contrário, chamariam a população civil para, junto com governo e empresários, decidir formas (mais ou menos) justas e sustentáveis de fazer cooperação internacional.
Mas quem disse que funciona assim?

 Isso foi o que marcou a visita do negão imperialista: Cacete na juventude que protesta contra mais esse atentado ao Brasil. Ele vem de olho no nosso petróleo (especialmente o pré-sal), no álcool e, neste exato momento, está enchendo o rabo com sua esposa, vários burgueses daqui e de lá e o boneco Chuck.



     A classe operária, que é quem realmente produz TODA a riqueza existente ao contrário de seu maior parasita (a classe dominante) está careca de saber que o capitalismo não é democrático. É uma grande ditadura de milionários que organizam encontros internacionais para debater formas de explorar mais a Natureza e o Povo e tem até cara de pau de já chegar avisando igual Obama: "Quero melhoras as relações com o país Tal (neste caso, Brasil) porque ele tem boas reservas petrolíferas(pré-sal e outras) e um grande potencial com fontes renováveis (álcool)." Além disso, a Monsanto, Aracruz Celulose e outras vem aqui com todo apoio dos tucanos, DEMos, peemedebistas, petistas e afins para explorar outras coisas que o Brasil tem de sobra: TERRA (o latifúndio come solto aqui), BIODIVERSIDADE (o Japão tem 1 patente do cupuaçu e nenhuma condição para plantá-lo, do mesmo modo que a Alemanha com o Melaço da cana-de-açúcar (tipicamente tropical)), ESTATAIS (Collor e sucessores fizeram a farra com o dinheiro das privatizações) e, sobretudo, UM POVO POBRE QUE ESTUDA EM ESCOLAS PRECÁRIAS (nada melhor para um burguês que quer peões politicamente desorganizados e outro que vem aqui vender droga e traficar mulheres). Isso eles já exploravam com leis e movimentos sociais dificultando. Agora que a Gerentona quer abraçar o IMPERIALISMO AMERICANO fazendo acordos econômicos e militares, vai faltar pouco para que viremos uma Grande Colômbia: Feia, pobre, com um governo quebrado, com matas nativas destruídas pelo latifúndio e pelo eucalipto, dominada por narco-traficantes e cafetões, recheada de bases americanas, endividada e trocando cultura popular por elatados ianques.


     Preciso dar outras provas de que a "maravilha americana" chamada democracia é um Totalitarismo Monetário disfarçado?


                                                           DEMOCRACY

     "Nunca antes na história deste país a máquina pública havia sido usada para promover comício de presidente americano", dizia outra postagem deste mesmo blog. Contemplem, senhoras e senhores, o Espetáculo Anti-Democrático: Dilma mandou seus companheiros calarem a boca, Barackis Obamis veio com sua Yoko Ono capitalista tirar uma onda, quem era e não era do PT e fez protesto contra ele levou cacete da PM e hoje, Segunda-Feira (20 de Março), o pessoal da Casa Branca vai terminar de saudar os esforços de Dilma em se afastar do Socialismo e dizer também como deverá se subordinar nossa economia e nosso povo à vontade do Tio Sam. "Do povo, para o povo e pelo povo" mesmo só as balas de borracha, hospitais abandonados e pedras de Crack.

     Muito obrigado às 55.752.529 pessoas que votaram em Dilma no 2º Turno. Graças à vocês que pensaram que estavam votando numa guerrilheira de esquerda (ou não), passaremos mais 4 anos aturando sujeitinhos da língua enrolada nos endividando e nos manipulando em todos os sentidos com seus marionetes políticos e emissoras golpistas (plim plim!). Esperem agora o representante do FMI dizer "Dilma é o cara!"


Assina este longo lamento,
Rivaldo Cardoso

sábado, 19 de março de 2011

Petrópolis: Memorial contra a Ditadura

15.03.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Centro de tortura em Petrópolis pode virar memorial contra ditadura

14738.jpegUma petição online quer que a Prefeitura de Petrópolis transforme a Casa da Morte em um centro de memória política em homenagem aos que tombaram na luta contra a ditadura militar.
 A petição está sendo organizada por ativistas ligados a movimentos de defesa dos direitos humanos. A Casa da Morte está no centro da cidade da região serrana do Rio, uma mansão localizada no número 120 da rua Arthur Barbosa. Este era um dos inúmeros centros clandestinos utilizados por agentes da repressão para torturar e matar ativistas de esquerda durante os anos de chumbo.
O proprietário Mário Lodders emprestou a residência aos agentes do Centro de Inteligência do Exército (Ciex) para torturar e acabar com os opositores do regime. Segundo informações, Lodders acompanhava pessoalmente as sessões de tortura. O ex-médico Amilcar Lobo era um dos que agiam na casa de Petrópolis. Ele teve o registro cassado após denúncias de ex-presos políticos de que era um dos profissionais que davam suporte médico na calibragem das torturas durante os interrogatórios.
Para assinar a petição que quer transformar a Casa da Morte no Centro de Memória, Verdade e Justiça de Petrópolis acesse http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N7357
Fonte: Caros Amigos

quinta-feira, 17 de março de 2011

Dilma não deixa PT protestar contra Obama



Josias de Souza - Folha Online
Lula Marques/Folha

Dilma Rousseff abespinhou-se com a notícia de que havia digitais do PT no protesto que os movimentos sociais organizam contra Barack Obama.

Anfitriã do presidente dos EUA, ela considerou inaceitável que houvesse digitais do petismo em ação que tacha o convidado de ‘persona non grata’.

A irritação da presidente levou o diretório do PT do Rio a veicular em sua página na web, nesta quarta (16), um texto sobre a visita de Obama.

A peça tem quatro parágrafos. No último, lê-se: “Sobre uma possível manifestação contra a vinda do presidente americano à cidade carioca...”

“...O PT do Rio de Janeiro, através do seu presidente, Jorge Florêncio, em nome de toda Executiva partidária, informa...”

“...Que qualquer manifestação contra a vinda de Barack Obama ao Rio, não está autorizada e, portanto, não reflete a posição do partido”.

Deve-se a irritação de Dilma e a emissão da nota ao comportamento do secretário de Movimentos Populares do PT-RJ, Indalécio Wanderley Silva.

Ele enviara e-mails convocando a reunião na qual o protesto contra Obama foi planejado.

O constrangimento foi maior porque Indalécio é filiado a um diretório que, até 2010, era presidido pelo hoje ministro Luiz Sérgio, coordenador político de Dilma.
A despeito da nota, Indalécio foi à reunião anti-Obama. Deu-se na noite desta quarta (16), no Sindicato dos Petroleiros do Rio.

Desautorizado, Indalécio alegou que deu as caras no encontro como membro da CUT, não do PT.

Na contramão dos movimentos sociais, o governador Sérgio Cabral (PMDB) deflagrou uma operação para tentar encher a Cinelândia no próximo domingo (20).

A Cinelândia foi o local escolhido para o discurso em que Obama dirigirá uma “mensagem ao povo brasileiro”.
Cabral acionou prefeitos de municípios do interior do Rio –do PMDB e de legendas aliadas— para levar caravanas à capital carioca.

Nunca antes na história desse país a máquina estatal havia sido mobilizada para prover povo a um "comício" ianque.

De resto, a julgar pelo esquema montado pela prefeitura do Rio, os manifestantes que se organizam para vociferar contra Obama terão de fazê-lo à distância.
As ruas que rodeiam a Cinelândia começam a ser fechadas nesta quinta (17), em movimento que se estenderá até o domingo do discurso.

O comércio terá de fechar as portas à meia-noite de sábado (19). Agentes de segurança vão filtrar as pessoas que terão acesso ao local.
 

"Não entregarei Itália aos comunistas!", diz Berlusconi

17/03/2011 - 14h32

Berlusconi diz que "não entregará Itália aos comunistas"

Publicidade
DA EFE, EM ROMA
O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse nesta quinta-feira que não entregará o país aos comunistas. "Sigo adiante, não vou deixar o país nas mãos dos comunistas" garantiu Berlusconi a um grupo de pessoas que o aplaudia ao descer do carro durante a sua chegada ao monumento denominado "Altar da Pátria", por ocasião do 150º aniversário da unificação da Itália.
O político vive um turbulento momento, com desdobramentos de um escândalo sexual, e na próxima segunda-feira deve ser apresentar ao tribunal de Milão para responder às acusações de corrupção.
Pouco depois, na colina de Gianicolo onde continuou a cerimônia, Berlusconi recebeu assobios e gritos exigindo sua renúncia, enquanto outros o encorajavam a "se manter firme".
O jornal "Repubblica" anunciou nesta quinta-feira um novo material sobre a investigação judicial do chamado "caso Ruby", no qual Berlusconi está acusado de indução à prostituição e abuso de menores, por causa de sua suposta relação com a menor de origem marroquina Karima el Mahroug.
O jornal publica declarações de várias jovens que supostamente participaram das festas na Villa de Arcore que Berlusconi tem nas proximidades de Milão e detalhes sobre suas despesas pessoais de até 21 milhões de euros.
De acordo com o jornal, em 2010 foram retiradas da conta bancária pessoal do primeiro-ministro quase 13 milhões de euros, enquanto em 2009 o número quase alcançou a marca de 8 milhões de euros.
Pelas testemunhas anunciadas pela procuradoria, as jovens supostamente recebiam dinheiro em envelopes com 500, 1.000, 2.000, 5.000 euros em notas de 500 e que de sua conta fazia transações bancárias de 10 a 20 mil euros para as jovens.
Parte do dinheiro que saiu das contas de Berlusconi foi entregue pelo administrador do primeiro-ministro, Giuseppe Spinelli, ao representante das jovens, Lele Mora, que também é investigado pela procuradoria de Milão junto ao diretor de noticiários da emissora de televisão "Desafie Quattro", Emilio Fede, e à conselheira da região da Lombardia Nicole Minetti.

Heloísa Helena é uma velhinha


Ícone da esquerda combativa, a senadora irá disputar a Presidência pelo PSOL, conta porque só veste camisas brancas E calças jeans, não usa maquiagem e está sempre de cabelo preso, é mãe de dois jovens e revela como reencontra suas raízes sertanejas 


Popular, Heloísa não anda mais pelas ruas, aeroportos
ou aviões sem ser abordada e elogiada até mesmo
por adversários
Há sete anos, quando entrou no Congresso Nacional pela primeira vez, a senadora Heloísa Helena (PSOL-AL) parou diante da rampa do imenso monumento, mirou o céu de Brasília e, assustada, rezou. “Pedi a Deus força para todos os dias vencer a vaidade e renegar o luxo”, conta. Nesse momento, tomou algumas decisões: resolveu deixar para trás as maquiagens, adotar como uniforme para o trabalho blusa branca e calça jeans desbotada, manter o cabelo sempre preso em rabo de cavalo e rejeitar o carro oficial com motorista, a que tinha direito. “Fui testada pelos rituais esnobes, cínicos e mentirosos, porém sedutores, e não me dobrei. Isso me dá uma suprema satisfação moral e uma vontade imensa de gargalhar”, diz a senadora, que vê sua popularidade crescer tanto pior fica a crise do partido do governo, o PT, do qual foi expulsa em 2003. “Você não sabe o quanto sofri. Levei meses acordando todas as noites, várias vezes chorando sem acreditar no que estava acontecendo.”
Mas a compensação chegou a galope. Seus gritos indignados da tribuna contra “as elites putrefatas”, “a corja de empresários salafrários” e “os políticos parasitas do poder” rendem admiração por todos os lados. Para a opinião pública, ela se tornou uma reserva da moralidade, tema crescente entre as prioridades dos eleitores. Heloísa não anda mais pelas ruas, aeroportos ou aviões sem ser abordada e elogiada até mesmo por adversários. “As pessoas me dão presentes, flores, livros. São tão gentis”, diz ela com meiguice. Aos 43 anos, seu nome chegou a ocupar a quarta posição em algumas pesquisas de opinião para candidatos à Presidência da República. “Acho que esse será o meu destino em 2006”, adianta, prevendo o resultado da convenção de seu partido. E não terá outra escolha mesmo. Só ela tem condições de conquistar votos suficientes para consolidar seu recém-fundado partido, o PSOL, Partido Socialismo e Liberdade, que hoje conta com nove parlamentares. “Já estou me preparando para voltar para a sala de aula”, diz, vislumbrando a pequena chance de chegar ao Palácio do Planalto. “E sei que serei recebida com beijos, flores e bolo de chocolate.”
Enfermeira por formação e professora de epidemiologia e planejamento dos serviços públicos na Universidade Federal de Alagoas, a combativa senadora começa a se despedir do Parlamento. Em casa, deu início ao processo de encaixotar as coisas. E haja caixa. Loló, como é conhecida na intimidade, adora fazer coleções. Sob a estante de sua tevê repousam várias pedras, de todos os tamanhos e cores que pegou ainda pequena no rio Moxotó, que atravessa o povoado de Poço Brandão no sertão de Alagoas onde nasceu. É lá que duas vezes por ano ela costuma andar de madrugada só para apreciar a floração dos cactos, hábito que mantém desde garota. “Eles dão flores lindas, coloridas e pequenas, visíveis apenas para quem tem os olhos de um sertanejo, como eu”, diz. “Lá me reencontro com a minha essência, me deparo com a história da menina pobre e sobrevivente que vivia com longas tranças no cabelo e pés descalços.”
A flor dos cactos ela não conseguiu trazer para Brasília, mas as orquídeas, representantes da Mata Atlântica, enfeitam seu apartamento desde que chegou à capital. “São as minhas queridinhas”, diz orgulhosa da beleza de cada uma delas. Sem constrangimentos, ela confessa desenvolver longas conversas com as flores, assim como se entende perfeitamente com Helen, ou Lili, a rotweiller que cria dentro de casa com a companhia de Amadeus, um gato que de tanto perturbar ganhou o apelido de Chatinho. “Ele mexe com as minhas orquídeas”, reclama. Loló ainda põe sempre numa das mesas de sua sala um vaso de angélicas, flor muito perfumada que, segundo ela, traz bons fluidos. “Acredito que elas atraiam anjos”, conta ela, revelando mais um faceta de sua personalidade:
a espiritualista.
Da coleção de imagens de São Francisco de Assis, seu santo de devoção, às citações de trechos bíblicos, que sempre procura encaixar em suas conversas mais íntimas, Heloísa expõe um lado que pouco combina com a feroz socialista conhecida por todos: o da católica fervorosa, freqüentadora assídua das missas de domingo. “Quando me dizem que a religião é o ópio do povo eu respondo que a fé é o ópio que suaviza minhas dores e me dá forças para ajudar a minimizar a dor alheia”, argumenta. É assim que ela não deixa que o ódio ou a vingança dominem sua atuação tanto na vida pública quanto na particular. Prova disso é que, apesar de ter sido expulsa do PT sob o comando do ex-ministro José Dirceu, que em seu caso agiu como um algoz, Heloísa não o critica e chega a dizer que sente muito pela sua cassação. “Ele errou, mas tenho certeza que tudo o que fez foi cumprindo ordens de seu chefe, o presidente Lula”, afirma.
Heloísa mora em Brasília com o filho caçula, Ian, de 19 anos, que cursa Direito. O mais velho, Sacha, 22, está passando uma temporada em Alagoas. Ela se casou duas vezes mas no momento está sozinha, ou prefere guardar em segredo os amores que conquista. O que se sabe é que há dois anos ganhou um piano de presente de um amigo secreto, um músico, que mora em Paris e que vez por outra lhe telefona para executar consertos. “Adoro quando ele toca Beethoven”, diz. Ela própria começou a dedilhar algumas canções e já se arrisca em alguns acordes de Chopin para iniciantes.
Da mulher sensível, meiga e terna, Heloísa Helena se transforma na política combativa, dura e teimosa como quem troca de roupa. Parece até uma grande contradição. Mas ela justifica a coerência dessa postura num pensamento de Santo Agostinho. “Ele dizia que a esperança tem duas lindas filhas: a indignação, de não aceitar nunca a injustiça, e a coragem para buscar sempre a mudança. Essa, em resumo, sou eu.”

quinta-feira, 10 de março de 2011

Kadafi: Um benfeitor da humanidade

Como pode ser chamado de ditador um líder que derrubou uma monarquia corrupta, modernizou o país, conquistou o melhor IDH da África,aplicou a democracia direta no sistema de governo? 

Por José Gil
14698.jpegKadafi sempre apoiou os movimentos revolucionários em todo o mundo.Quando a mídia - a serviço dos EUA - elogiava o regimede apartheidna África do Sul, Kadafi treinava jovens na Líbia e os mandava de volta com os melhores armamentos, para conquistar a liberdade na África do Sul.
 De repente a imprensa passou a atacar diariamente o líder Muamar Kadafi, a destilar ódio, difundir mentiras, falsificar vídeos para ?provar? os crimes do governo líbio. Aparentemente essa linha jornalística foi causada pelos levantes populares na Argélia, Tunísia, Iêmen e Egito. Na verdade, trata-se de mais uma estratégia terrorista do governo dos Estados Unidos da América para recuperar influência no mundo árabe. No Egito caiu o governo de confiança dos EUA. Mubarak não passava de um agente dos interesses norte-americanos e israelenses na região. Com a queda de Mubarak navios iranianos passaram a circular nas proximidades de Israel, causando mal estar e revolta nos meios diplomáticos subservientes ao imperialismo e ao sionismo.
Após perder o Egito, o governo dos Estados Unidos tenta dividir e enfraquecer a Líbia, e neste sentido recebe o apoio dos partidários de Bin Laden, milhares de refugiados egípcios que ao longo dos anos se refugiaram no leste da Líbia, fugindo da repressão no Egito. Após os egípcios vieram os argelinos, tunisianos e somalis, seguidores da Al Qaeda. Desfrutaram da hospitalidade dos líbios e em seguida os apunhalaram pelas costas, deflagrando uma revolta que fez dezenas de vítimas, através de sabotagens, terrorismo e destruição de bens públicos. 
Mas quem é esse Kadafi que a mídia, de repente, passou a atacar de todas as formas, e até de forma covarde? Kadafi liderou uma revolução para derrubar o rei Ídris, um fantoche dos interesses italianos e norte-americanos na região. Na época, a maior base militar dos Estados Unidos no exterior estava na Líbia, e Kadafi e seus partidários cercaram a base e deram prazo de 24 horas para todos os estrangeiros invasores deixarem o país. 
No poder, Kadafi não fez como os monarcas árabes, não construiu palácios com peças em ouro, não comprou iates luxuosos nem coleções de carros importados. Dedicou-se a reconstruir o país, garantindo melhores condições de vida para o povo. Hoje Kadafi não é presidente nem primeiro ministro da Líbia, mas a mídia quer que ele renuncie ao cargo que não existe.


As mentiras da mídia não conseguem esconder que Kadafi apoiou as lutas dos povos por libertação na Nicarágua, Cuba, Angola, Moçambique, África do Sul e muitos outros países, auxiliando concretamente os povos que lutavam por libertação. Na prática, Kadafi sempre foi um benfeitor da humanidade, mas para a mídia mercenária, benfeitor é aquele que cria guerras em busca de lucros para a indústria bélica ou para dominar o mundo, como foram as guerras criadas pelos Estados Unidos na Coreia, Vietnã, Iraque, Palestina, Afeganistão, El Salvador, Nicarágua e muitos outros países. 
Essas fofocas ridículas de riquezas e costumes estranhos sempre foram exploradas pela mídia; foi assim com Sadam Hussein, Yasser Arafat, Fidel Castro, Ahmadinejad, Hugo Chávez e etc. Basta ser um governante sério que não se ajoelha e não se acovarda perante os Estados Unidos para ser avacalhado pela mídia mercenária. 
Outro fato que a mídia não consegue falsificar é o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) aferido por técnicos das Nações Unidas. Esses dados apontam, por exemplo, que a Líbia tinha, em 1970, uma situação pouco pior que a do Brasil (IDH de 0,541, contra 0,551 do brasileiro). O índice líbio superou o brasileiro anos depois e, em 2008, estava bem à frente: 0,810 (43º no ranking), contra 0,764 (59º no ranking). Todos os três sub-índices que compõem o IDH são maiores no país africano: renda, longevidade e educação.
No IDH reformulado a diferença se mantém. A Líbia é a 53ª no ranking (0,755) e o Brasil, 73º (0,699). A Líbia é o país com melhor IDH da África. Portanto, tem a melhor distribuição de renda, tem saúde e educação pública gratuitas. E quase 10% dos estudantes líbios recebem bolsas para estudar em países estrangeiros. 
Que ditadura é esta? Uma ditadura jamais permitiria esse tipo de política em benefício do povo. 
Kadafi escreveu o Livro Verde, a Terceira Teoria Universal, que trata de temas polêmicos e reais. Ele denuncia, por exemplo, a falsificação da democracia pelas assembleias parlamentares. Na maioria dos países ditos democráticos, incluindo os Estados Unidos da América, os partidos políticos são verdadeiras quadrilhas organizadas para saquear o dinheiro do povo nas Assembléias Legislativas, Prefeituras, Câmaras de Vereadores, Câmara de Deputados etc. Essa constatação - e publicação em livro - com certeza irrita e revolta os ?defensores da democracia parlamentar?. O Livro Verde, escrito por Kadafi, afirma que os trabalhadores devem ser associados e não assalariados, e que a terra deve ser de quem nela trabalha, e a casa de quem mora nela. E o poder deve ser exercido pelo povo diretamente, sem intermediários, sem políticos, através de Comitês e Congressos Populares, onde toda a população decide as questões fundamentais do bairro, da cidade e do país. Essas palavras, que todos sabem verdadeiras, irrita e revolta aqueles poucos que se beneficiam com a falsificação da democracia, principalmente os regimes capitalistas. 
Mas a imprensa continuará insistindo em falsificar notícias, destilando ódio, difundindo mentiras, porque está cumprindo ordens do governo norte-americano, o grande interessado nas grandes reservas de petróleo da Líbia. 
Os grandes jornais e canais de televisão do Brasil utilizam agências de notícias norte-americanas, todas tendenciosas, mentirosas, enganadoras. As mentiras que as agências de notícias vendem são compradas pela opinião pública brasileira, e a maioria das pessoas ? por ingenuidade ou desinformação ? se comporta como marionetes, repetindo aquilo que o governo dos Estados Unidos impõe e determina. 
Esta não é a primeira vez, e nem será a última, que o povo árabe líbio enfrenta potências estrangeiras poderosas. Mais uma vez o povo líbio vencerá, porque tem na liderança de Muamar Kadafi um guia eficaz, forte e honrado.

Fonte: Pravda http://port.pravda.ru/mundo/04-03-2011/31347-kadafi_benfeitor-0/

Que peste é Moralismo Marginal?


1)    O que é Moralismo Marginal (traduzido do inglês "Straight Edge")?

- É um modo de vida associado à cultura Punk. Prega a abstinência total de atitudes libertinas (sexo por mero prazer; consumo de álcool, cigarros legais ou não e quaisquer outros entorpecentes; consumismo) em defesa de diversos valores, dentre eles:
. Vida e Integridade Física (Saúde e Virgindade);
. Oposição às injustiças sociais, inerentes ao modo de produção capitalista (Socialismo/Anarquismo);
. Sustentabilidade, sendo maior parte de nós vegetarianos;
- Como o próprio nome sugere, é um correto, um direito (straight) caminho alternativo, borda, margem (edge).
- Somos facilmente reconhecíveis em shows e outros encontros pelas nossas mãos marcadas com um X em cada, costume que surgiu no show de uma banda inglesa para identificar os menores de idade e os vendedores não lhes darem bebidas alcoólicas. 

2)    Por que uma pessoa adota isso?!
     Pelas razões citadas acima: Defesa de vidas (de quem toma essa posição e de muitas outras), razões políticas, preocupação com a saúde e o bem-estar, em alguns casos, dogmas religiosos...
São muitas razões, que vão de idéias de extrema direita à extrema esquerda, mas todas têm algo em comum: Visam à defesa do indivíduo, da sociedade e o combate a algum tipo de exploração, além de se preocuparem com questões ambientais. 

3)    Pra quê isso tudo?
     Segundo pesquisas recentes, 65% dos adolescentes brasileiros nos Ensinos Fundamental e Médio Públicos entre 13 e 15 anos
provaram álcool, 25% já fumaram tabaco, 22% já usou solventes, como lança-perfume e cola de sapateiro e 6% já fumou maconha.
Segundo pesquisas recentes, a cada ano mais de 700 mil garotas, menores de idade, se tornam mães precoces. Isso não acontece por acaso ou por culpa desses mesmos adolescentes. Marcha pelo mundo uma campanha contra o jovem. Os generais dessa campanha são um bando de magnatas que desejam ver o sentimento de juventude morto, estraçalhado e em seu lugar ser construída a falsa imagem de uma pessoa madura e desenvolvida, ainda que menor de idade, o que dá a eles muito dinheiro.

      Eles atacam usando músicas, filmes, telenovelas, pôsteres, bailes funk e outdoors sem nenhuma ou quase nenhuma censura e sem restrição de público. Não ligam para a idade, religião ou qualquer outra coisa de quem assiste. Empurram propaganda mesmo sem intenção de quem vê!
     O objetivo desses generais do Marketing é um só: Ganhar dinheiro pouco importando as consequências. Que se dane pra eles se várias pessoas vão morrer em acidentes de trânsito, se crianças apanharão em casa por pais embriagados, se os jovens serão libertinos, se meninas serão estupradas, se bebês serão abortados ou qualquer coisa do tipo. A única coisa que os toca é o dinheiro.
     Diante dessa situação aterradora e macabra que se esforça pra parecer normal, surgimos nós, Moralistas Marginais, Straight-edgers, ou edge-kids, que se negam a aceitar a mentira de que devem entregar suas vidas e suas economias pra um cara que passa férias eternas em Bahamas se divertindo com o sofrimento de nossos amigos e familiares.
     Nos multiplicamos e espalhamos nossas idéias pelo mundo até chegar a você, companheiro, que odeia ligar a televisão e ver todo dia homens, mulheres, crianças, adolescentes e até idosos sendo tragados por esses barões dos ópios que se divertem com nossos piores tormentos.
     Todos nós os odiamos, meu amigo. Devemos deter o inimigo antes que ele nos detenha e continue seus lucrativos esquemas de crueldade! VIRE UM SxE! Temos muitos vícios a perder e muitas vidas a ganhar.

Consumir Produtos de origem animal contribui para o aquecimento Global





A União Vegetariana da América do Norte (VUNA), a União Vegetariana Latino-americana (UVLA) e a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) desafiam Al Gore e os ativistas contra o aquecimento global a reconhecer uma verdade bem inconveniente
As organizações vegetarianas, rede de grupos vegetarianos independentes, desafiam os ambientalistas e ativistas contra o aquecimento global a admitir que comer carne é uma das principais causas do aquecimento global. Ao se alimentar de uma categoria mais básica da cadeia alimentar a humanidade pode dar um passo enorme e essencial para reduzir o aquecimento global.

"Al Gore e os ativistas a favor do clima deixam sempre de admitir uma das verdades mais inconvenientes de nossos tempos: a pecuária e o consumo de produtos de origem animal em escala global talvez seja hoje a maior causa (antropogênica) do aquecimento global", diz Saurabh Dalal, presidente da VUNA. "Se tivessem de escolher entre salvar o planeta e consumir produtos de origem animal, muitas pessoas supostamente bem informadas continuariam a devorar as suas asas de frango e seus hambúrgueres."
"Além do impacto causado sobre a atmosfera, criar gado é uma forma muito ineficiente de utilização dos recursos, sendo uma das principais responsáveis pela derrubada das florestas, como ocorre hoje na Amazônia. Grande parte das terras do mundo é destinada a pastagens. A indústria da carne é uma das principais consumidoras e contaminadoras da água doce do Planeta, um recurso cada vez mais escasso. Os dejetos produzidos pelos animais criados em sistema de confinamento causam graves problemas ambientais. Para alimentar todos estes animais criados artificialmente são necessários – além de espaço, enorme quantidade de grãos e cereais que poderiam ser dados diretamente para os seres humanos. Num mundo onde a fome é uma realidade, o comer carne torna-se eticamente inaceitável", afirma Marly Winckler, presidente da SVB e coordenadora para a América Latina e o Caribe da União Vegetariana Internacional (IVU).

O relatório de 2006 da Organização de Agricultura e Alimentação das Nações Unidas (FAO) chamado A grande sombra da pecuária (Livestock's Long Shadow, em
www.fao.org/newsroom/en/news/2006/1000448) concluiu que a pecuária global contribui com mais gases que causam o efeito estufa do que todas as formas de transporte: assustadores 18% da emissão total (em equivalentes de CO2).
A produção de carne e outros produtos de origem animal para alimentação contribuem significativamente com a emissão dos principais gases que vêm causando o aquecimento global, respectivamente 9%, 37% e 65% da emissão total mundial de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso. Além disso, o potencial de aquecimento global e os efeitos desses gases são mais marcantes, dado que o metano e o óxido nitroso são 23 e 296 vezes mais prejudiciais que o dióxido de carbono. Um estudo da Universidade de Chicago verificou que a dieta americana média, incluindo todas as etapas do processamento dos alimentos, produz anualmente 1,5 toneladas de equivalentes de CO2 a mais do que a dieta sem carne.
Mas os meios de comunicação, as autoridades e até mesmo a maioria dos ambientalistas deixam de explicar ao público essa verdade inconveniente, de acordo com Richard Schwartz, conselheiro da VUNA e presidente da associação Judeus Vegetarianos da América do Norte. "A dieta baseada em produtos animais ameaça o nosso planeta", diz Schwartz. "Todas as refeições, assim como as viagens, são decisões que influenciam o clima. Os que têm condições de educar o público deveriam ajudá-lo a entender que, na verdade, a opção alimentar é mais importante do que a escolha do automóvel".
Por essas e outras razões (veja a seção seguinte), a VUNA, a UVLA e a SVB convocam Al Gore e a comunidade ambientalista a transferir a carne do prato para o centro do programa de luta contra a mudança do clima. "Vamos pressionar também governos, empresas, instituições religiosas e educacionais e outros grupos para que promovam ativamente a dieta baseada em fontes vegetais e seus enormes benefícios, além de apoiar a todos com informações sobre escolhas pró-ambientais", disse Dalal.
CONTEXTUALIZAÇÃO
Hoje há no mundo mais de 50 bilhões de animais de criação destinados todo ano ao abate. Além do grande impacto para o aquecimento global, isso contribui de forma significativa para a destruição das florestas tropicais e outros habitats importantes, a extinção rápida de espécies, o desgaste e a erosão do solo e outras ameaças ambientais. Devido ao seu grau elevado de ineficiência se comparada à produção de proteína vegetal, a pecuária exaure, de modo desproporcional, as reservas já pequenas de água potável, terra, combustíveis e outros recursos. Para piorar, o relatório da FAO prevê um aumento da demanda de produtos de origem animal que, até 2050, dobrará o número de animais de criação.
O mais preocupante é que a Mesa-Redonda Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), grupo composto de centenas de cientistas importantes do mundo todo, prevê efeitos catastróficos se não houver mudanças rápidas. Vários cientistas renomados do setor advertem que, caso as condições atuais continuem inalteradas, em dez anos o aquecimento global pode fugir ao controle.
Além dos benefícios ambientais, décadas de pesquisas indicam que, se a população em geral trocasse a carne e outros alimentos de origem animal por alimentos vegetais, isso reduziria drasticamente as doenças cardíacas, o câncer, a obesidade e outras doenças crônicas degenerativas que hoje em dia geram custos globais de trilhões de dólares em assistência médica. Diminuir a escala global de pecuária também permitiria que a terra arável, a água potável e outros recursos agrícolas alimentassem centenas de milhões de pessoas a mais. Como nos alertam ecólogos de renome como Eugene Odum e Garry Barrett, "quando se pensa a respeito da pressão da população sobre os recursos naturais e o meio ambiente, não se deve esquecer que não somente existem mais animais domésticos do que pessoas no mundo, mas que esses animais também consomem cerca de cinco vezes mais calorias do que as pessoas".
Alimentar-se com uma dieta vegetariana ou vegana não significa abandonar o prazer de comer. De fato, os pratos vegetarianos atuais são tão saborosos, se não mais, quanto àqueles encontrados numa dieta baseada em produtos de origem animal. Hoje, muitos chefs famosos cozinham sem utilizar ingredientes de origem animal.
Mais informações sobre a ligação da dieta com o aquecimento global e outros impactos podem ser encontradas em: