sábado, 28 de dezembro de 2013

MORREM OS HOMENS, FICA A LUTA




Em 2012 esperaram o fim do mundo que não chegou.

Também em 2013, felizmente, essa profecia não se realizou, mas vigora a triste certeza de que, neste ano, muitas estrelas se apagaram: Reginaldo Rossi, Hugo Chávez, Nelson Mandela e tantos outros nomes cujos brilhos se perderiam pela curta e turbulenta existência humana na Terra não fosse, exatamente, a grandeza dos seus feitos.

Winnie Mandela, Nelson Mandela e Yossel Slovo no
Congresso Nacional Africano, onde o Partido Comunista
realizou seu primeiro encontro público no período Pós-
Apartheid. Cortaram essa parte na edição dos jornais
ocidentais.
Nas memórias de cada um que pôde apreciar de perto suas inesquecíveis obras ou mesmo nunca ficou tão próximo, mas nelas se inspira nas mais fundas emoções, ainda arde em brasa a lembrança dos sentimentos exaltados por aqueles que agora repousam em suas tumbas, sentimentos esses sabidamente orientados por alguns dos que agora lamentamos. Estes, com destacada ousadia, dedicação e sabedoria, fizeram dessa gigantesca carga emocional difundida pelas massas um formidável canal por onde correu a luz irradiante de seus corações, e então milhares e milhões de corações brilharam juntos onde antes só haviam intermináveis trevas, dissipando assim de suas casas as grandes sombras que insistem em obcurescer o mundo!
E esta aqui sequer foi filmada. Mandiba não foi só um
'bandido preto safado capacho de ditadores africanos'
(como talvez chamassem no Brasil) que peitou o regime
racista da África do Sul, crítica que já era batida
durante a guerra fria;
Imensas perdas o inevitável destino da morte deu à espécie humana neste ano que se encerra. Fossem artistas que ousaram trazer o respeito às mulheres e ao amor em ramos da arte que seguem em sentido contrário ou grandes mobilizadores que levaram grandes coletivos humanos a dar passos largos rumo à liberdade, todos nos deixam profundos vazios no peito com suas penosas despedidas. Isso não se restringe aos famosos.
ele era negro, 'terrorista', 'não sabia o lugar dele', tinha boas
amizades com comunistas e não só recebeu treino militar da
Líbia de Kadafi como ganhou dele mesmo apoio financeiro e
bélico para seguir com a guerrilha
, o que apertou bons laços
diplomáticos entre Lìbia e África do Sul e fazia a mídia que
hoje o exalta como santo tratá-lo na época como criminoso
hediondo psicopático da pior espécie, igualzinho o que
fazem agora com Bashar Al-Assad, Hezbollah, Putin,
governo ucraniano, Coreia do Norte e qualquer um que
conteste a autoridade suprema que os ianques dão a si
mesmos.
Cada pai de família ceivado num acidente de trabalho, cada jovem tragado pela indústria das drogas legalizadas ou não astuta nos seus novos planos de expansão, cada mãe caída sob os punhos do ex-companheiro... Todos presentes todo ano, todo mês, todo dia em velórios para chegar ao mais alto estágio de amadurecimento da vida. Todos, que merecem também suas homenagens, não podem e não serão esquecidos.

Mikhail Kalashnikov, veterano da Segunda Guerra
Mundial. Baleado, internou-se num hospital de
campanha e ouvindo atentamente os comentários dos
irmãos de armas sobre suas valiosas amigas de todas as
horas, Mikhail percebeu a importância de melhorar o
desempenho dos instrumentos que defenderiam seu
país, como disse ele mesmo, e criou a AK-47 mesmo sem
ter concluído o Ensino Médio, requisito fundamental
também para atingir altas patentes as altas patentes que
recebeu assim mesmo em reconhecimento à honra que
deu à nação soviética com seus engenhosos inventos.
Entretanto, mesmo nessa universal igualdade trágica, há grandes diferenças, justas dessa vez. Não é menos importante para o mundo um padeiro que um presidente, não vale mais a vida de cardeal que a de um menor abandonado, mas o que se faz em vida, os rastros deixados em vida para mudar de verdade este mundo, para melhor ou pior, é o que mais marca os corações de nós ficamos, e essas marcas, proporcionais às obras dos homens e mulheres, variam de pessoa para pessoa, deixando mais ou menos saudades, mais ou menos lamentos numa desigualdade de tratamento que se faz justa precisamente pela proporção da falta que a pessoa faz, e é com esse raciocínio que, sem esquecer dos pesares de tantos que partiram neste e em outros anos, este blog vem lamentar especialmente a partida de um homem russo, mas querido em cada canto de todo o planeta Terra: Mikhail Kalashnikov.

Mais que simples armas, tantas vezes transviadas para usos criminosos que o próprio repudiava, ele traçou em suas pranchetas verdadeiras chaves para a liberdade de nações inteiras, e para onde iam essas chaves luzes e estrondos explodiam no ar pulverizando as sombras  e celebrando a vitória da esperança!
Incontáveis são os países libertados por Kalashnikov e seus moldes de chaves fáceis de manusear e que nunca deixavam de abrir as fechaduras, por mais cobertas de lama, água ou poeira que estivessem. Indisíveis são os nomes de homens e mulheres iluminadores que tiveram em suas madeiras nobres e aço forjado um poderoso combustível para engrandecer suas chamas. Essa impossibilidade de contar tão felizes nacionalidades e tão grandes pessoas vem não de um inexistente esquecimento, já que estão todos bem lembrados nos corações de seus familiares, nos museus, memoriais, epitáfios coletivos, nos livros de história e no atual mapa-múndi, mas por estarem ainda num futuro revolucionário onde, certamente, será vitoriosa a luz sobre a sombra sempre mais e mais com a ajuda preciosa dos traços fortes de Kalashnikov!

Velório de Kalashnikov com as devidas homenagens de um militar russo falecido. Ao contrário do que alguns podem imaginar, o AK-47 não é um simples melhoramento do fuzil nazista STG-44. O pessoal de Mikhail apenas se apropriou do conceito da arma alemã, que era o primeiro fuzil de assalto do mundo, e fez uma cobertura que parecia com a deles por fora, tendo um mecanismo completamente diferente por dentro. Lembra até os povos europeus no calor daquela guerra: Idênticos, aos nossos olhos distantes, mas com essência completamente diferente uns dos outros. Ademais, esse não foi o único grande invento de Mikhail, que preferia ter inventado um aparador de grama, como disse certa vez. Os AK-74, -101 e a série AKS são apenas alguns de uma longa lista de armas influenciadas pelo design Kalashnikov. Tamanha foi sua contribuição para a Rússia e para o Mundo que Vladmir Putin mandou construir, com ele ainda em vida, o Museu Kalashnikov, onde estão guardadas não simples máquinas de matar, mas partes da história de nações inteiras. Confira aqui em inglês.

A carne viva que dava ânimo aos brilhantes seres aqui humildemente lembrados está voltando para a terra-mãe agora, mas a poeira não se acumula e em nenhum dia irá diminuir a incandenscência de tudo aquilo que os nossos honrados homenageados nos deixam. Seja nas periferias da Síria, nas selvas da Índia ou nas ruas do Brasil, esses e tantos outros nomes de vivos e mortos continuaram servindo de inspiração para todo aquele disposto a trazer a luz de um novo amanhã para todos! Morrem os homens, mas ficam suas obras na Terra para serem continuadas e engradecids por todos os outros. Já dizia o velho Comandante: "Não me importo nem um pouco de cair na batalha. O que importa é que um companheiro pegue minha arma e continue atirando."




Mas não chorem, meus amigos! Todos os lamentos trazidos aqui são feridas deixadas por dezembro que doem profundamente, sem apagar as lembranças um 2012 flamejante.
Neste ano velho, brilharam para o mundo inúmeras outras estrelas, novas, dispostas a defender a verdade e a justiça com uma coragem e um poder invejável para outros anos.
Da mesma forma que aconteceu com a morte de Hugo Chávez e de
Margareth Tatcher, bilhões de pessoas foram influênciadas por satélites e
antenas para amar o opressor e odiar o oprimido. De um lado, o amplo
suporte ao grampo generalizado, o arquivo indeletável de vidas inteiras, o
grande irmão sustentado por de urubus virtuais famintos de informações
sobre potenciais clientes/opositores (como os que vigiam nossas empresas
 e ativistas em nome da DEMO_K.K.K.ra_CIA); do outro, um mártir da luta
pela liberdade, verdadeiro herói que largou namorada, salário de 200 mil
dólares por ano e abrigo no havaí para virar fugitivo internacional
duramente perseguido por informar ao mundo os segredos de quem nos
rouba segredos, sem cobrar nenhum centavo por isso.
Como esquecer do mais novo herói da verdade de todo o mundo, Edward Snowden, traidor, sim, da corja de ditadores do mundo empenhados em fazer da nossa querida morada planetária uma grande prisão vigiada por inúmeros grampos e bases militares!
Ele é mais uma das claras provas vivas de que, mesmo nos recantos mais sombrios onde reina o crime da violação de direitos humanos, a luta pela dignidade e pelo respeito brota naturalmente do coração dos seres humanos e rende belos frutos como aquele mártir de rosto tão jovem.

2012 foi também ano da primavera brasileira, onde o povo, especialmente a classe média, redescobriu as ruas e percebeu a eficiência desse método, por exemplo, com a publicação do programa Mais Médicos e até a paralisia ou mesmo redução de tarifas de transporte público em várias capitais, o que é um evidente recuo do governo às pressões populares, mesmo que contornadas logo depois com mais e mais aberrações que só os nossos políticos conseguem fazer e ainda fazem, como também continuam encontrando resistência dessa primera em pleno verão que já se inicia.

"A guerrilha do Curdistão tem olhos argentinos, porque olha com os olhos
de Che." Conheça-os mais um pouco aqui, em espanhol.
Fora de nossas fronteiras, temos a heróica resistência do povo Sírio à campanha promovida pelo ocidente junto com a feudal Arábia Sáudita e os fantoches do fundamentalismo islâmico. O apoio da Rússia e, provavelmente, do Irã tem sido inestimáveis para a defesa do povo a mais esse ataque imperialista, mas a competência dos homens de Assad combinada com a valiosa ajuda dada pelo Hezbollah tornam o sonho da vitória cada vez mais próximo a cada mercenário canibal baleado pelo sonho de liberdade dos povos árabes.

E não é só! Ainda corre a Guerra Popular no Peru, na Turquia, no Butão, nas Filipinas e nos vilarejos da Índia abalando o domínio de suas elites numa prolongada batalha de pequenos vilarejos contra cidades que vai minando crescentemente a força reacionária até ser devidamente cercada e liquidada de seus tronos!

 Em 2014, acreditamos nós com a certeza do desenrolar da luta dos povos pelo mundo, teremos um ano tão agitado quanto ou até mais que estes curtos dozes meses que passamos. A rua nos chama cada dia mais alto, os senhores do mundo se apavoram, uma nova consciência ganha o mundo... E a Organização dos Guardas Vermelhos vem surgindo no horizonte para atender aos anseios da massa pela Revolução que fará do nosso querido Brasil um grande exemplo de justiça social e sucesso econômico para toda a América Latina!

ELEIÇÃO É FARSA! VIVA A REVOLUÇÃO!
TODO PODER À OGV!
POR UMA NOVA HISTÓRIA PARA O BRASIL E O MUNDO!
QUE EM 2014 OS MORTOS SEJAM VINGADOS E OS VIVOS SIGAM  FIRMES NA LONGA MARCHA ATÉ A VITÓRIA COMUNISTA, SEMPRE!


terça-feira, 8 de outubro de 2013

NOVO PROGRAMA POLÍTICO DA OGV

SUBMISSÃO SILENCIOSA, NUNCA MAIS: UMA NOVA ORGANIZAÇÃO DAS MASSAS TOMA CORPO.
Quebrem-se as algemas e rasguem-se as amordaças com a grande força do povo unido contra a opressão!


Organização dos Guardas Vermelhos: Um coletivo de patriotas dispostos a mudar a história do Brasil






"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico um brado retumbante.
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria neste instante.
Se o penhor, dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braços fortes
Em teu seio, ó liberdade![...]" Ah! Vamos parar por aqui.


A História do povo brasileiro nem de longe é a de "um povo heróico que gritou forte 'Liberdade!' às margens do rio Ipiranga e conquistou igualdade com braços fortes". Mais falso que isso só as notícias que a grande indústria da informação transmite em suas emissoras ao falar sobre as aspirações populares gritadas em alto e bom som nas escolas, nas ruas, campos, construções. Ao contrário, desde a invasão militar portuguesa que a história da gente que habita as grandes terras que hoje chamamos Brasil se assemelha à travessia de uma família de retirantes pelo sertão esturricado pela seca:

Cabral: De 1500 a 2013 despejando pessoas de suas casas para satisfazer interesses podres

 Saimos de uma miséria amenizada pelo trabalho rural coletivo (tribos) para sermos expulsos de nossas próprias casas por grileiros ('Descoberta' da Ilha de Vera Cruz) e seguirmos todos sem rumo à procura de oportunidade em meio às pedras e às cercas duma longa caminhada que ainda não acabou. Nem mesmo aí em cima, nesse retrato musical, o povo brasileiro pôde celebrar uma conquista que realmente lhe fizesse bem. Muito longe de ser uma grande vitória da luta das massas revoltosas, o processo de 'Independência' do Brasil nada mais foi que uma separação formal da coroa portuguesa comprada com a assunção brasileira das dívidas de Portugal com a Inglaterra, o que explica nossa situação ridícula de monarquia emancipada proclamada por um rei e alguns militares, bem longe do povo, e ainda ameaçada de voltar a ser colônia pela atuação do novo líder: Um português de sangue nobre censurador e truculento com os olhos mais virados para os castelos de Lisboa que para o sertão brasileiro. Grande farsa!





Infelizmente, essa desgraça é a história do Brasil até agora. Como ensina o genial filósofo italiano Antonio Gramsci, “todo sistema é uma ditadura”. Com isso, ele aponta que a organização das pessoas numa determinada forma (hierarquias, competências, qualquer divisão de tarefas) para atingir certo fim com disciplina e atenção (construir um prédio, estudar, limpar, plantar etc.) envolve, necessariamente, o controle ditatorial de uns sobre os outros, em maior ou menor escala, mais aberta ou discretamente. No funcionamento da economia, esse controle aparece mais claramente à medida que se torna mais global a análise do sistema, o que explica, em escala micro, a ousadia notável dos pedreiros no trato com ajudantes nos canteiros de obra ou o costume de ser o lavrador quem manda na casa e não sua mulher, presa às tarefas domésticas e menos rentáveis da sede. Em escala macro, temos a indiferença com que o dono da empreiteira corta direitos trabalhistas e despreza gastos com segurança do trabalho; a ousadia com que o latifundiário, chamado até de coronel mesmo sendo um civil, trata seus subordinados e opositores chegando a cometer crimes, muitas vezes acobertados; ou ainda o conforto que sente um cafetão ao ver seus rendimentos subirem às custas de suas escravas devidamente endividadas, ameaçadas, espancadas e até drogadas para suportar o estupro cotidiano.
Isso aponta que não é pura e simplesmente geração de riqueza o que as pessoas fazem em organizações econômicas (ou de qualquer outro tipo, se tiver a finalidade parecida com o que se explica adiante). Existem aqueles que metem a mão na massa e, com seu trabalho, transformam minérios sujos de lama, montes de terra, cimento ou chapas de aço em casas, alimentos, carros, aviões e tantos outros itens indispensáveis à vida humana, agregando valor à essa matéria barata e produzindo riqueza dessa forma. Também trabalham, com a mesma dignidade e justo pagamento mais elevado, os que não se sujam tanto com a produção, mas usam seu precioso conhecimento para fazer novas máquinas, ferramentas, gerenciar consumo de materiais ou executar qualquer atividade outra atividade importante para a produção.

Contudo, existem elementos totalmente dispensáveis à produção e, ao contrário, até prejudiciais que não fazem mais que sugar o trabalho dos outros tomando para si a riqueza gerada pelos braços e mentes dos trabalhadores. São os donos das organizações, senhores de multidões de funcionários submissos às suas ordens por, literalmente, depender da devolução de parte da riqueza apropriada por eles para sobreviver, garantindo com essa coação, dentre outras que resolver aplicar além dessa opressão econômica fundamental à sua ditadura, a disciplina estressante dos seus empregados (que leva à exaustão, acidentes, alcoolismo, desgaste físico e mental, queda de atenção à família de cada trabalhador e por aí vai).
Exercitando esse poder sempre em benefício próprio, a força do hábito, ainda mais forte quando se é uma criança que cresce nesse universo de dominação de vidas, dá ao entendimento sobre o que é o mundo e como ele deve ser uma forma peculiar, e não faltam aos 'senhorzinhos' meios para transformar seus sonhos em realidade. Assim, além de terem para si suas terras, fábricas, ações na bolsa de valores, têm também seus próprios jornais, rádios, emissoras de TV, influência$ $obre alguma$ polí¢ia$ £ parlam£ntar£$, além de vez ou outra os próprios despejarem fortunas em setores estratégicos de suas campanhas eleitorais e fazerem o diabo depois de eleitos.
Da mesma forma que foi feito com o caso do Tiririca ou
com as novelas da Globo, o quadro de Adelaide também
teve suas repercussões no Ministério Público
O resultado é a formação de espaços exclusivos de domínio dos mais ricos onde o preço altíssimo do ingresso se junta a seguranças armados para garantir que nenhum cidadão comum ingresse aí e os poucos afortunados que os acessam transmitam suas ideias e atinjam seus fins por todos os meios possíveis e imagináveis, o que explica a maior emissora do país fazer chacota com o grosso do seu público, que é pobre, louvando o luxo do universo exótico dos ricos e ainda mantendo seus índices de audiência altos; um congresso eleito por milhões de pessoas aprovar leis e tomar posturas que contrariam a vontade da grande maioria dos brasileiros; uma política de segurança pública ser criada para defender a lei, mas usada para cometer os mais desprezíveis crimes através de seus encarregados de todas as patentes, do mais raso policial corrupto ao governador miliciano de discurso abortista; et cetera.

Saber disso é de fundamental importância para entender como a história do nosso país chegou a um estado onde hoje os americanos mandam em nossa república 'independente' com a mesma cara-de-pau que os portugueses faziam a alguns séculos atrás, mas com um controle que os gajos nunca sonhariam através de grampos generalizados e ataques financeiros da ininterrupta guerra cambial. Basta olhar a formação da nossa classe dominante para descobrir: Nascida com o massacre dos índios pelas tropas portuguesas, surgiram primeiro do alto comando da expedição que aqui veio, trocando espelhinhos e balas de canhão por ouro e pau-Brasil para depois, ao contrário do que aconteceu espontaneamente na Europa se erguendo pelas próprias pernas, se enchertarem aqui com a compra de capitanias hereditárias nossos primeiros homens-'bons'ricos, que eram afortunados lusitanos dispostos a virarem latifundiários de uma terra estranha e distante cujos investimentos, longe de serem riscos ou pura e livre iniciativa privada, eram incentivos da Coroa que dava até enxadas e sementes para ver se eles faziam dinheiro com a propriedade.
Português ou americano, a corrente continua apertada, curta e doendo
Ou seja, não eram donos de sapatarias ou agiotas que faziam um país com a sua cara; eram latifundiários vindos de fora, sustentados por fora com uma mentalidade totalmente de fora, chegando ao cúmulo de usar longos vestidos, camisas e fraques no chão de terra em pleno calor tropical. O resultado é que nossa classe dominante, desde a origem, não tinha as mesmas aspirações de alguns setores da sociedade europeia. Era rica e fazia fortuna explorando trabalho alheio, como fabricantes de navios franceses, mas era subordinada ao governo, não se incomodava muito com isso, mesmo sendo um governo de muito longe, e até nem pretendia ficar variando suas fontes de renda, pois o título de nobreza já lhe permitia viver no ócio luxuoso que tanto sonhava, como eram os nobres feudais da Era Medieval. Essas condições permitem dizer com tranquilidade que não éramos um país capitalista, mas semi-feudal, e esse quadro não mudou muito de lá pra cá, o que explica a existência de latifundiários ao longo da história até hoje se opondo à descentralização do poder na monarquia, defendendo a escravidão (e praticando até hoje) até sua proibição por lei já perto do nascimento da República ou atuando em defesa do chamado "agrobusiness" no Congresso Nacional com a aprovação do novo Código Florestal e a eleição de um barão da soja desmatador para a Comissão de Meio-Ambiente. Isso é formidável para a manutenção de empresas alimentícias estrangeiras livremente aqui enviando reme$$a$ para outros países, desmatando, vendendo adubos sintéticos duvidosos, plantando transgênicos, arruinando pequenos produtores com suas máquinas agrícolas e agrotóxicos que garantem produção de baixo custo, poluindo águas, desertificando solos e tudo mais.

No entanto, por mais que a Inglaterra, os EUA e a nova China dominem o mercado mundial com seus produtos baratos e de boa qualidade produzidos com matéria-prima de países mais pobres que o Brasil, tecnologia de ponta e mão-de-obra quase escrava, isso não é suficiente para impedir que os países tenham suas próprias indústrias, e o Brasil se inclui nisso. Temos, muito bem nacionais, apesar de privadas, indústrias de aviões, materiais de construção, metalúrgicas e outras de grande e pequena importância. Mesmo assim, por maiores que sejam e mais encantem com sua produção, é muito baixa a sua voz perto da dos agropecuaristas submissos ao mercado internacional e mais insignificante ainda perto das corporações estrangeiras, o que explica a falência do Visconde de Mauá no tempo da monarquia e o grande sufoco que o guaraná Dolly, que chegou a dominar o mercado em São Paulo, passou ao concorrer com a Coca-Cola Company, num simples exemplo de tantos outros que podemos lembrar.






Estão explicadas aí as bases da história de uma ditadura. Ditadura não só de si mesma, em suas pequenas hierarquias de microditadores a disciplinar as massas naturalizando toda a opressão nos jornais, nos tribunais e nas próprias regras de mercado, mas ditadura de outra ditadura, atenta e interventora a tudo o que acontece de importante no mundo. Supostamente democrática hoje, mas quase tão desumana quanto a portuguesa ou a romana em seu jeito de Vigiar e Punir. Império global a dividir a miséria entre as nações roubando suas riquezas para concentrá-las em seus cofres. Grande Irmão a escutar e registrar todas as conversas, INCLUSIVE ESTA QUE MANTEMOS, em seus gigantecos bancos de dados para saber exatamente quem punir quando seu poder for questionado mais uma vez por outra nação escrava. Direção da grande prisão de povos em que transformam o mundo. É sobre a manutenção dessa ditadura econômico-política que se desenrola a história de todas nações, incluindo o Brasil


Longe de ser um conto de fadas com "paz no futuro e glória no passado", nossa história mais parece ser o roteiro de um filme de terror vivido por milhões de pessoas. Semelhante a dezenas de outros países, as páginas dos nossos livros de eventos mais importantes para a nação parecem se resumir a um eterno confronto pelo direito de saquear riquezas naturais e oprimir o povo de todas as formas, o que é fundamental, como dito, para a existência dessa ditadura de 513 anos. Sobre essas formas, o gênio Antônio Gramsci acerta mais uma vez ao apontar que a muito tempo não se resumem à regulação de corpos pela violência. Claro, por ser a forma mais eficaz de impedir transformações sociais e calar a multidão, o pau e o chumbo são largamente usados pelos reacionários até hoje, inclusive em escala crescente, para impor sua Ordem de violência e paz de cemitérios pelo Progresso do capital. No entanto, não é essa a técnica massiva e diária de sufocar o generalizado repúdio popular ao regime em que vivemos. Por mais ostensivas que sejam as rondas das viaturas, confirmando os ensinamentos de Gramsci, elas não ocupam tantos lugares e nem são tão convincentes como estes instrumentos de corrupção, mentira e distração da massa:

. Clientelismo, iniciado com a política dos governadores e mantido de diversas formas, que consiste na troca de apoio político (voto) por uma promessa simples qualquer, sem se extender para uma política de governo (como quando se diz "vote em mim e eu faço aquele hospital");
. Populismo, uma réplica pacificada do fascismo italiano a 'mediar' os conflitos entre pobres e ricos nas figuras carismáticas de oportunistas, racistas e outros fantoches de magnatas (Gtulho, JK, Jânio e Jango);
. Socialdemocracia, imitantando fascistas, só que trocando o culto à personalidade de um canalha pela fé na divina providência dos burocratas jurídicos e legislativos, respeitando sempre o 'equilíbrio' da sociedade desigual(como Tancredo Neves);
. Neoliberalismo, vendendo o país inteiro para particulares e estrangeiros, entregando de bandeija petrolíferas, telefonia, bancos e até fábricas de aviões, massacrando os pobres com polícias e exército, porção do Estado que reduzem também, mas deixam que continue eficiente, e ainda pousando de socialdemocratas cristãos com suas compen$açõe$ $ociai$ não pensadas por eles mesmos, mas recomendadas pelo Banco Mundial para amenizar o aumento da pobreza esperado de suas próprias desgraças econômicas (como Serra, Fernando Henrique Canabinóide, Lula e afins distribuindo bolsas e cacetadas pro povo);
. Trotskismo, fazendo estupidezes pensando que representam os trabalhadores quando, seguindo a tradição histórica, são muito úteis ao empresariado  (como Plínio apoiado pela Gerdau para ser eleito e liberar as drogas, o PSTU sempre contra quem a mídia for contra, como Fidel, Chavez, Kadafi e agora Assad, dentre outros tão empenhados em fragmentar as lutas populares com seus discursos ridículos);


. Chacaça e outras drogas, minimizando o grandioso potencial humano à ridícula condição de escravo de outros homens acorrentado por garrafas e cachimbos para enriquecer seus donos até a morte;
. Lixo cultural, sempre perpetuando os valores da classe dominante em seus musicados discursos machistas, preconceituosos, apegados a conquistas individuais por meios obscuros, como bem ensinam as letras de certas bandas de 'forró eletrônico' e funk; sem esquecer do mais importante
. Emissoras de televisão, para não dizer Rede Globo, uns telejornais escritos com sangue dos pobres e muito bem maquiados. Suas manipulações são tão bem feitas que fazem da inflação algo bom para o povo, do presidente americano um homem quase santo que deve conduzir a Terra e de tudo e todos que vão contra ele a coisa mais repugnante da face da Terra, funcionando assim como grande lavadora de cérebros a manipular qualquer pessoa, inclusive quem é contra ela, como se viu nos protestos de junho e julho (pessoas falando de Renan Calheiros, mensalão e impostos sobre videogames esquecendo de Sarney, Bolsonaro, Privataria Tucana, sonegações da globo, dívida externa, fator previdenciário, privatizações...).


Existem muito mais instrumentos dos poderosos para dominar os pobres, como uma justiça que lhes convém ou a própria precariedade dos serviços públicos, que é consequência do neoliberalismo, servindo de causa para aumentar as desigualdades sociais ao dar menos oportunidades aos menos favorecidos, mas a pequena lista acima já é o bastante para deixar claro como o dia que a opressão de classe vai muito além do domínio dos corpos pela força física.

QUAL O PORQUÊ DISSO TUDO?!, pergunta sabidamente o leitor.

A razão é simples: MUITO DIFERENTE DO QUE REZA A LENDA, NÓS, POVO BRASILEIRO, SOMOS VALENTES E GUERREIROS!
NÃO TOLERAMOS MONARQUIA NEM QUALQUER OUTRA FORMA DE DITADURA. NÃO TOLERAMOS O ROUBO E NOS REVOLTAMOS COM ISSO. FOMOS PRA RUA, PRO CAMPO E PRA FLORESTA DERRUBAR GENERAIS DA PRESIDÊNCIA. NÃO DEMOS TRÉGUA AO GOVERNO ENQUANTO A INFLAÇÃO GALOPAVA. TIRAMOS UM PLAYBOY DESPREZÍVEL DO PALÁCIO DO PLANALTO POR CRIMES QUE VÃO ALÉM DA CORRUPÇÃO. FICAMOS CARA-A-CARA COM OS TANQUES DE FHC NA PETROBRÁS. DENUNCIAMOS O MASSACRE DE CARAJÁS, COMO TANTOS OUTROS. FOMOS À RUA RECLAMAR DAS PRIVATIZAÇÕES, BARRAMOS A ALCA, IMPEDIMOS A CONSTRUÇÃO DE VÁRIAS USINAS NUCLEARES, CONSEGUIMOS A LEI DA FICHA LIMPA E AGORA, MESMO NÃO SENDO O QUE DESEJAMOS AINDA, FICOU CLARO QUE O GOVERNO RECUOU COM O #ACORDABRASIL AO TRAZER DE IMEDIATO MAIS MÉDICOS PARA O PAÍS, O QUE JÁ É UMA GRANDE CONQUISTA.

"Criar dois, três, muitos Vietnãs é o lema. Todas as formas de luta são
legítimas para enfrentar o imperialismo e construir o socialismo."

Poderia alguém lembrar que não são feitos tão grandiosos como os do povo vietnamita que, pagando um lastimável preço de vidas humanas, além do extenso dano patrimonial, livrou-se da colonização francesa e do ataque bárbaro do exército americano. Estaria certo quem lembrasse que nunca o povo brasileiro conseguiu tanto, mas isso não nos faz melhores ou piores que ninguém. A consciência para levantar e lutar não depende  de cor de pele ou origem nacional. A GRANDE DIFERENÇA SÃO AS OPORTUNIDADES PARA ESCREVER A HISTÓRIA, coisa que os vietcongs, antes talvez chamados de mansos consumidores de chá, tiveram e souberam aproveitar com estudo aprofundado dos planos de defesa e de economia do novo Vietnam que construíam. No Brasil, podemos não ter figuras tão brilhantes como Ho Chi Min transmitindo seus conhecimentos para a multidão, tampouco a sabedoria para lidar com a prática nacionalista popular e armada que só uma boa teoria revolucionária pode proporcionar, mas nada disso é impedimento para que sigamos na mesma direção rumo ao aprendizado político e construção prática de uma Nova Democracia, e nós seguimos.




Como o sonho de liberdade que reina em nossos corações é muitíssimo maior que o medo e a desesperança, não engolimos a opressão de uma nação inteira pelos interesses de um punhado de homens e lutamos vigorosamente contra isso enquanto as algemas não se quebrem!
Por isso mesmo, frequentemente esses traidores da pátria foram e são desafiados pelo povo, e várias vezes com sucesso. É o que aconteceu com a Formação de Quilombos, as Revoltas Anticoloniais, Noite das Garrafadas, Inconfidência Mineira, Conjuração Baiana, Confederação do Equador, Contestado, Balaiada, Sabinada, MMDC, Coluna Prestes, MR-8, Guerrilha do Araguaia, Raposa Serra do Sol, tribos e hidrelétricas de Belo Monte, capitais de 20 de Junho de 2013 e milhares tantas outras lutas não menos importantes para a nossa conquista gradual da democracia.


MAS NÃO SE ILUDA DE NOVO, GRANDE POVO BRASILEIRO!


Devemos, sim, celebrar conquistas como a República, o direito de criar e aderir a Partidos Políticos, o repúdio legal às práticas fascistas, a liberdade de expressão e de convicção política, a internet, a Constituição 'Cidadã', ainda que nem todas, como a República, tenham vindo da união dos trabalhadores por um ideal. Mas não podemos esquecer em momento nenhum que essas doses de liberdade são acima de tudo abrandamentos de uma ditadura de milionários que perdura a séculos conseguidos pela ação decisiva de nós mesmos e nossos antepassados, mas ainda asssim insuficientes para garantir o básico de uma vida digna, tranquila e livre para a nossa gente!

 Por mais que o governo ceda bolsas para amenizar a miséria, por mais que afrouxem os critérios para considerar alguém como dessa ou daquela classe, criando uma ascenção social dos mais pobres ridiculamente falsa com isso, continuamos sendo a grande fazenda de soja, gado e petróleo da América e da Europa totalmente entregue aos desmandos dos países ricos, dos bancos internacionais e, como se não bastasse, suportando milhares de 'coronéis' intocáveis na terra e no asfalto, totalmente livres para cometer os crimes que bem quiserem com os mais pobres, que ainda são muitíssimos, mal instruídos e explorados como nos governos dos 10 anos passados. Esses fantoches do imperialismo nasceram em berços de ouro, cresceram em tronos e aí aprenderam a seguir com o legado de suas gerações escravizando pessoas para se apropriar do fruto do trabalho delas e perpetuar relações comerciais péssimas para os brasileiros e ótimas para estrangeiros. São séculos de latifúndio, de contratação de mercenários (jagunços), de luxo garantido pela pobreza de quem faz o luxo, de comando autoritário de rádios, câmaras e tribunais, de exploração de mulheres dentro e fora de cabarés, de troca de favores a nível nacional remontando o feudalismo, de uma vida alienada e confortável mantida com a obediência aos grandes capitalistas euroamericanos, ao mesmo tempo que sustentada pelo controle ditatorial de multidões de servos.
Pensamento semelhante vale para os nossos industriais fabricantes de geladeiras, prédios e tecidos.

Massacre de Pinheirinho: Um de vários exemplos de que vivemos em uma plena ditadura de milionários

Não tem nenhum cabimento imaginar que, num passe de mágica, esses donos do Brasil vão espontaneamente, de boa vontade e na amizade, abrir mão de suas incontáveis regalias por força de lei, por exemplo. Também é igualmente ingênuo fantasiar que parasitas dessa espécie vão dividir suas posses ou diminuir seus ganhos em nome 'do social'. Ao contrário, são eles mesmos os primeiros que, ao pagar quantias mínimas para seus empregados ficando com o grosso da riqueza produzida pelos 'peões', promovem a desigualde e exclusão social. Como poderiam se sensibilizar por aqueles que os próprios fazem questão de pagar mal, explorar e controlar sendo essas práticas fundamentais para sua arrecadação? O que vier é suborno, compra de silêncio e submissão. Nada mais. 

"NEM AMOS, NEM SENHORES, NEM CHEFES SUPREMOS. NADA ESPEREMOS DE NENHUM!" -Lenin



O poder desses donos do Brasil vai muito além dos locais onde realizam seus investimentos. Se manifesta na política, através de jornais e financiamento de campanhas; nas artes, com a promoção das obras que mais lhe interessarem; na religião, com a construção de igrejas e outras doações que podem fazer os cardeais verem no doador um fiel mais dedicado que os outros na salvação das almas do mundo; dentre outros campos.  A intenção deles é deixar o mundo com a cara deles mesmos, o que é de fundamental importância para os seus negócios, e eles conseguem isso com eficiência ditatorial mesmo em meio a uma suposta democracia. É o que se vê, por exemplo, na 'liberdade' de milhões de cidadãos comuns, que tem nos aparelhos de TV sua principal fonte de conhecimento e diversão, em sintonizar na emissora do governo federal ou uma de três particulares que parecem falar todas em sincronia com seus programas de auditório e suas mulheres seminuas, onde ganha mais audiência a mais apelativa e a de jornais mais curtos. Com efeito, as pessoas se distraem, ouvem a notícia do jeito que o dono da emissora quer que se transmita e ainda se expõem ao discurso da classe dominante com o reforço ideológico da submissão feminina. Se soma a esse esforço de unificação das formas de pensar a lei vigente, que é a lei dos ricos, um corpo de normas que ora fala em proteção do Estado, amparo ao mais necessitados, defesa nacional, reforma agrária e tudo mais, ora fala em propriedade privada, crimes contra o patrimônio, contra a 'ordem pública', libera o uso de gás lacrimogênio, criminaliza pirataria e não proibe a privatização e terceirização de serviços públicos essenciais para o povo. Para assegurar que essa lei tenha plena eficácia no que toca a 'segurança pública' e nenhum efeito para o poder de compra do salário mínimo, é contratada uma polícia que desde seu treinamento é preparada para suspeitar preferencialmente dos negros e atirar para matar, sem falar na nossa conhecida ABIN, espiã velha de toda manifestação, em parceiria com o Exército Brasileiro, agora garantindo que o Haiti tenha 'Direitos Humanos' não construindo esgotos, dando água ou ajudando na saúde, mas espancando sindicalistas das fábricas de jeans que vestem a América em troca de R$140,00 por mês, sem falar dos estupros de várias mulheres, o que já é confirmado por investigadores de lá, tudo conforme o pedido de invasão feito ao Lula pelo próprio Bush, por isso a semelhança da agressão 'humanitária' brasileira com o que se faz no Iraque.
 
É por causa dessa megaestrutura opressiva que o povo deve se organizar para resistir conscientizando o máximo de trabalhadores urbanos, camponeses, intelectuais, militares de baixo escalão e todas minorias étnicas oprimidas para lutar contra essa quadrilha de inimigos da pátria até a vitória e construir uma nova história, uma Nova Democracia, através de uma Revolução que rompa com os elos do semi-feudalismo, que estabeleça um verdadeiro poder democrático e popular, que esteja a serviço do povo.

Essa Revolução, como bem ensina a história das lutas do Brasil e de todo o mundo, só pode ser deflagrada e guiada por um Partido revolucionário já que são os partidos, por excelência, organizadores da atividade política dos que têm um mesmo ideal direcionando toda essa força num sentido comum. Esse partido, que só pudemos construir hoje pelas liberdades já alcançadas pelos nossos antepassados (república, antifascismo, velha democracia), não é absolutamente nenhum dos partidos que vemos hoje disputando cargos no governo dos ricos brigando por reformas com eles através de suas próprias regras eleitorais e criminais, atuação patética que não representa o clamor das massas pela Revolução sobre esses parasitas sociais e só alimenta a fé ridícula nas insitituições burocráticas como via para atender ao interesse público.

O partido revolucionário que tanto sonhamos deve estar dotado de uma ideologia revolucionária, deve impor os seus interesses, deixando-os bem claro, e por último deve organizar seu exército revolucionário porque a burguesia, com o apoio dos estrangeiros, não entregarão o poder e seu capital por livre e espontânea vontade, principalmente em um momento onde nem a urnas eletrônicas conseguem resolver os problemas que afligem todo o povo brasileiro.


É COM ESSA INTENÇÃO QUE FUNDAMOS A ORGANIZAÇÃO DOS GUARDAS VERMELHOS





Preocupados com a continuidade das mazelas sociais em todo o Brasil, que não dão nenhum sinal de se acabarem sozinhas, e conhecendo, nós, a grandiosadade da ideologia Marxista-Leninista-Maoísta, fundamos nossa própria Organização com a mais pura intenção de fazer dela o Partido Revolucionário que o povo brasileiro precisa para atender suas exigências de terra, salário, paz, liberdade, teto, saúde, educação, democracia e independência tão sonhadas nesta longa noite de 513 anos.

E com a certeza de sermos nós a corrreta contradição a todo esse estado caótico que vivemos, convicção esta reforçada pelo aprendizado com os erros e acertos de experiências do passado, como a Grande Revolução Cultural Proletária chinesa, as guerrilhas de Lamarca, o legado de Marighella, que marchamos pela longa estrada da Revolução Comunista Brasileira rumo à liberdade do nosso povo e ao fim de toda opressão injusta. Começamos a pouco tempo, é verdade, mas já seguimos nessa caminhada carregando nos ombros desde o início o peso da responsabilidade de sermos nós a vanguarda de corajosos combatentes dispostos a entregar nossas vidas, se preciso for, para fazer do Brasil o baluarte latinoamericano da Justiça Proletária.

 
Quem somos nós?

Apesar da ousadia, é suficiente dizer que somos povo. Nascemos da massa pobre que enriquece os ricos a troco de miséria, sentimos na pele todos os mesmos dramas compartilhados por milhões de pessoas prejudicadas por um mal governo, nos submetemos às mesmas agonias que qualquer trabalhador ao pagar caro por um transporte ruim para estudar numa escola/faculdade semidestruída ou particular, trabalhar em empregos que não gostamos para pagar contas intermináveis e juros exorbitantes e, no fim, morrermos dentro de hospitais públicos ou na fila de seguradoras que não socorrem quando precisamos, se não cairmos antes pelas armas de uma polícia de jagunços. Contudo, alguém mais curioso poderia não se satisfazer com essa resposta, e com certa razão, o que se resolve com a leitura deste outro texto.
 

E o que queremos?

Sendo nós parte do povo e tão conhecedores dos nossos problemas e melhores soluções para eles, listamos estas principais reivindicações, sujeitas a mudanças conforme o desenvolvimento da política no país e no mundo:



Economia:

1-   Não pagamento da dívida externa;
2-   Confisco de todas as filiais de empresas estrangeiras e das empresas nacionais de grande e médio porte, ambos sem indenização de qualquer espécie;
3-   Investimento pesado em indústrias de base com fim de favorecer produção fabril mais específica (imóveis, armas, veículos, maquinário agrícola etc.), conseguir estabilidade econômica e dar lastro-ouro à nossa moeda, combatendo assim a inflação;
4-   Descentralização do polo exportador brasileiro de Santos para outros portos e aeroportos com o fim de desafogar o escoamento das mercadorias e melhorar a fiscalização das importações e exportações;
5-   Expandir a malha ferroviária brasileira de forma que se torne a principal via de transporte de pessoas e mercadorias do nosso país;
6-   Fim dos impostos sobre os combustíveis renováveis;
7-   Substituição gradual da matriz energética brasileira para quaisquer outras fontes renováveis que não as hidrelétricas;


Muito além do Facebook e dos grampos telefônicos, o grande irmão escreve no PRISM tudo o que dizemos e fazemos por computadores de código fechado que levam para longe informações sobre nós que não partilhamos nem com familiares, como opiniões pessoais, políticas, planos, fotos, textos, vídeos, amigos e amores. É preciso acabar com isso.
8-   Investimentos maciços na indústria de tecnologia da informação a fim de garantir aos nossos cidadãos amplo acesso a computadores e linhas telefônicas baratas, duráveis e livres de qualquer controle estrangeiro;
9-   Aumento do poder de compra da moeda brasileira com redução dos juros, dentre outras medidas cabíveis;
10-   Extinção do Fundo de Reserva Fracionada e demais instituições que favoreçam a inflação e ameaçem a soberania econômica e financeira do povo brasileiro;
11-   Fim dos descontos no salário (vale transporte, vale alimentação, seguro de vida etc.);
12-   Fim do Serviço de Proteção ao Crédito;
13-   Confisco de todas as terras dos latifundiários sem indenização de qualquer espécie;
14-   Distribuição das terras a todos os camponeses sem terras ou com terras insuficientes para uma vida digna;
15-   Incentivos para a organização dos minifúndios em cooperativas;
16-   Criação de fazendas estatais que possam servir de exemplo para o avanço das cooperativas rumo à industrialização do campo e à auto-suficiência do país;



Política:


 

1-   Afastamento imediato do presidente da república e todos os outros agentes políticos admitidos em seus cargos por processo eleitoral, sendo as vagas preenchidas por Comissários da Revolução até o fim do mandato de seus antecessores, quando ocorrerão novas eleições;
2-   Criação da República Popular Democrática do Brasil;
3-   Fechamento de todos os partidos políticos antipatrióticos e reacionários, com admissão de candidatos eleitos sem filiação partidária a fim de garantir o pluralismo político dentro da Ditadura do Proletariado; 

Para um novo Brasil, uma nova bandeira elaborada em memória de todos
aqueles que deram à vida pela nossa liberdade
4-   Substituição da velha bandeira positivista verde e amarela pela bandeira vermelha de quatro estrelas amarelas;
5-   Retirada e proibição de uso de todos os fascios e outros símbolos pertecentes a ditaduras aristocráticas das bandeiras, escudos e brasões de qualquer órgão estatal ou popular;
6-   Remoção de todas as figuras religiosas dos edifícios públicos;
7-   Admissão de funcionários públicos não listados no primeiro item deste parágrafo unicamente por concurso público de provas e títulos, demitindo-se gradualmente todos os que não foram admitidos por estes regimes (nomeados, contratados por empresas antes particulares e outros) à medida que os concursados forem chamados;
8-   Fim de todos os privilégios de função além do que garante a lei para cidadãos comuns (como imunidade parlamentar, 14º e 15º salários, foro privilegiado et cetera);
9-   Fim dos cargos de senador e deputado federal, junto com a Câmara de Deputados e o Senado, sendo substituídos por Comissário do Povo a exercer suas funções em câmara legislativa única, o Comitê Popular Supremo;
10-   Todos os parlamentares deverão ganhar um salário equivalente ao que ganhavam na última profissão que exerciam antes de eleitos;
11-   Todo agente político será destituído de seu cargo se a maioria simples (50%+1) dos eleitores da região que administra/legisla fizer abaixo-assinado a qualquer tempo para sua demissão;
12-   Criação dos Comitês Populares (soviets) por iniciativa popular ou estatal onde qualquer categoria de cidadões será parte legítima para propor leis e requerer tutela estatal voltadas para o seu interesse;
13-   Gratuidade de exibição da propaganda eleitoral em todas as emissoras de rádio e TV em atividade no país;
14-   Liberdade para que organizações civis ou militares, além da Organização dos Guardas Vermelhos, possam transmitir mensagens no rádio ou na televisão a baixo custo, desde que não contrariem a lei;
15-   Abertura de todos os arquivos da Agência Brasileira de Inteligência para conhecimento público;
16-   Conversão da ABIN em Comitê Popular para Assuntos de Inteligência do Brasil (COPAIBRA);



Legislação:

1-   Revogação da Constituição de 1988 e formação de uma nova constituição que auxilie na consolidação da Nova Democracia;
2-   Vedação e revogação expressa e definitiva de todos os processos de privatização e terceirização já ocorridos ou planejados para ocorrer, ambos sem indenização de qualquer espécie;
3-   Mudanças na lei de crime hediondos: Além de serem imprescritíveis, inafiançáveis e livres de anistia, graça ou indulto, também retroagirão em prejuízo ao réu, pois um dia as vítimas saem dos seus cativeiros e devem ter o direito de punir seus agressores. Muda também nessa lei a lista de crimes considerados hediondos, saindo dela a Extorsão mediante sequestro e entrando o canibalismo, o canibalismo com fins comerciais, o peculato e a corrupção Passiva de alto valor;
4-   Revisão da lei de anistia com interpretação das práticas delituosas dos dois lados como dinâmica da luta patriótica e popular contra a submissão do Brasil aos interessses estrangeiros e contra os inimigos do povo brasileiro, o que isenta de pena todo militante de esquerda e condena todas as autoridades alinhadas ao governo militar;
5-   Criação da lei dos poderosos: Os prazos de prescrição e decaimento de qualquer ramo do Direito só começam a correr depois de finalizada a relação de poder existente entre o autor e o réu ou qualquer pessoa ligada ao réu (emprego, serviço militar, autoridade parental, tutela, curatela etc.), condecorações para o militar que denuncia honestamente qualquer colega de farda ou superior, inclusão dos denunciantes no programa de proteção à testemunha, mesmo que contra sua vontade, desde que identificáveis, e imposição do ônus da prova a quem tem mais meios para produzí-la, em todas as esferas do direito, sob pena de considerar-se verdade tudo aquilo que a parte com menos meios probatórios alegar;
6-   Modificação do Código de Defesa do Consumidor para que os fabricantes de qualquer coisa indenizem seus clientes que encontrarem insetos, ratos e outros animais e objetos estranhos dentro das embalagens, mesmo que já abertas, cabendo ao fabricante a obrigação de provar sua inocência pelo incômodo;
7-   Aumento de pena dos crimes de receptação para 2 a 10 anos de reclusão e de receptação qualificada para o dobro dos prazos previstos atualmente, quando não se conhecer o autor do crime do qual proveio a coisa em ambos os casos. Caso contrário, aplica-se ao receptador a mesma pena aplicada ao delinquente, trocando-se a pena por multa correspondente ao valor da coisa em todo caso que esta for de pequeno valor, conseguida sem violência ou grave ameaça e todos os agentes em concurso não tiverem antecedentes criminais;
8-   Proibição do aborto por ser questão de direito à vida, existência do proletariado e ideologia de classe através de métodos melhores que os da legislação atual com a concessão de auxílio social e material a todas as mães que não desejarem suas crianças, tomando-as delas no dia do parto para adoção em creches e punindo as mães caso interrompam intencionalmente a gravidez, junto com quem mais concorrer para o crime, exceto para os atestados de anencefalia. Nesse sentido, qualificar o crime de Eugenia dentro do tipo penal do aborto quando ao menos um dos agentes adota ideais racistas e se investiga características físicas da criança morta ou se pressupõe que são de alguma minoria perseguida pelo racista;
9-   Legitimação para qualquer entidade de classe, organização sindical ou associação propor mandado de segurança coletivo em defesa dos seus associados;
10-   Mudanças das exigências legais de elaboração de rótulos de alimentos, expondo todos os ingredientes em português com anúncio na região frontal do rótulo de "CONTÉM/NÃO CONTÉM ANIMAIS", com os componentes de origem animal sublinhados e em negrito quando envolverem a morte de animais para extração e apenas sublinhados quando advindos de exploração não letal;
11-   Proibição definitiva de qualquer técnica de produção e uso do corante "vermelho cochonilha", das técnicas de transgenia para vegetais ou animais e dos agrotóxicos;
12-   Asseguramento por lei, com fiscalização da ANVISA, que todo e qualquer refeitório ofereça ao público opções vegetarianas nutricionalmente suficientes, sem inserção de quaisquer produtos derivados da morte de animais e preparadas em local visível para os consumidores;
13-   Proibição definitiva de qualquer espécie de 'Concurso de Beleza' e elaboração de Política Nacional para as Mulheres com o fim garantir a todas uma vida digna através de um trabalho decente com o fim de abolir definitivamente da sociedade brasileira práticas repugnantes como a prostituição e outras agressões às mulheres;



Diplomacia:

1-   Apoio a todos os povos em guerra popular;
2-   Fornecimento de ajuda econômica e humanitária ao Estado da Palestina;
3-   Não-reconhecimento do atual governo da Líbia e do Camboja;
4-   Estreitar laços com todos os países em luta antiimperialista;
5-   Romper relações com o Estado de Israel enquanto continuar o genocídio contra o povo palestino;
6-   Cortar todas as linhas de telecomunicação com os Estados Unidos, o Canadá e quaisquer outros países cujos governos espionem eletronicamente qualquer cidadão de fora de suas fronteiras;
7-   Criar no Brasil 'espelhos' virtuais para hospedagem do Wikileaks e quaisquer outros depósitos de documentos vazados de governos criminosos;
8-   Concessão de asilo político para Eduard Snowden, Julian Assange e todos os outros defensores da verdade ameaçados em seus países, disponibilizando para todos uma junta militar que lhes garanta uma viagem em segurança para o nosso território;
9-   Tradução obrigatória e honesta de toda e qualquer parte de discurso proferido por autoridades estrangeiras quando exibidos por qualquer emissora brasileira;



Defesa nacional:

1-   Retirada imediata das tropas brasileiras no Haiti;
2-   Criação do Exército Popular do Brasil;
3-   Criação das Milícias Populares;
4-   Formação de uma aliança militar latinoameroafricana de países contrários ao imperialismo como oposição à OTAN e outras alianças militares inimigas dos povos irmãos;
5-   Confisco de todas as fábricas e depósitos de armas, bem como de todo maquinário utilizado para forja de qualquer peça de armamento letal ou munição, ambos sem indenização de qualquer espécie, salvo as fábricas mantidas em acordo de cooperação internacional com países amigos;
6-   Modernização e fortalecimento da indústria bélica nacional;
7-   Vedação e revogação expressa de qualquer envio de armas ou tecnologia bélica para o exterior, salvo as trocas ou concessões celebradas com povos aliados na luta internacional contra o imperialismo;
8-   Introdução de um sistema de vigilância e proteção real das fronteiras brasileiras com tropas devidamente numerosas, distribuídas e equipadas, também assistidas por uma força naval e aérea suficientemente forte e ágil para coibir qualquer ameaça ao povo;
9-   Cooperação da Polícia Nacional com as Forças Armadas em atividades investigativas e fiscalizatórias (para pegar rápido qualquer lancha suspeita de carregar narcóticos e abortivos, por exemplo);
10-   Promover acordos com nossos países vizinhos para que troquem suas plantações de coca por plantações de café ou qualquer outro energético que não possa ser convertido em narcótico;
11-   Implantação de um Programa Nuclear para defesa do Brasil, com Usinas de enriquecimento de urânio, fábricas de mísseis, construção de silos, aumento de radáres pela fronteira brasileira e investimentos maciços em defesa antiaérea;
12-   Promoção de encontros internacionais de inteligência cibernética a fim de melhorar os mecanismos de ciberproteção do povo brasileiro;
13-   Investimento maciço na defesa cibernética do Brasil para coibir qualquer espécie de espionagem eletrônica;
14-   Aumento da rigidez do Código Penal Militar, com aumento do tempo de cumprimento de penas e do rigor de suas execuções;
15-   Punição imediata para todos os militares envolvidos na morte de civis e defensores da pátria;



Educação:

1-   Confisco de todas as instituições de ensino (escolas, universidades, cursos, etc.) particulares ou pertencentes a instituições religiosas, ambos sem indenização de qualquer espécie;

2-   Disponibilização de internet banda larga a nível nacional gratuitamente por provedor estatal controlado unica e exclusivamente pelo governo popular brasileiro, tecnologia que já existe;
3-   Criação de universidades e escolas técnicas nas zonas rurais;
4-   Distribuição gratuita de uniforme e material didático a todas as escolas do país, desde o ensino básico ao ensino médio;
5-   Aumento progressivo do número de vagas, professores concursados e efetivos, espaço físicos e material de estudo para todas as universidades e escolas técnicas como forma de extinção gradual do vestibular;
6-   Reestruturação, expansão e construção urgente de espaços para que Creches, Escolas, Universidades, Conselhos Tutelares, Casas de acolhimento de jovens infratores, colônias agrícolas e penitenciárias possam atingir seus fins sócioeducativos com eficiência e dignidade;
7-   Implantação, em todo órgão de ensino, de uma psicopedagogia interdisciplinar de caráter humanista que vise a formação de cidadões sensíveis, solidários, inteligentes, patriotas e combativos, muito além de simples aulas de moral e cívica;
8-   Condução de visitas organizadas pelos órgãos de ensino a casas de amparo a desabrigados, asilos e associações de protetores de animais, junto com exibição de documentários seguidos de debate, a fim de auxiliar nessa formação em combinação com outras práticas e estudos conscientizantes;
9-   Convocação periódica de autoridades médicas e nutricionais para que, em eventos diversos organizados por esses órgãos de ensino, eduquem sobre alimentação saudável, importância de ter hábitos de higiene, combate a endemias (dengue, leptospirose, esquistossomose), dentre outros assuntos que contribuam para a saúde pública através da prática de hábitos saudáveis;
10-   Promoção de Jornadas Interdisciplinares de combate à mentira junto a universitários, jornalistas, ex-agentes de inteligência e outros informantes de renome e credibilidade;
11-   Substituição das aulas de religião por aulas de filosofia e sociologia;
12-   Introdução de matérias optativas paralelas ao programa didático regular, como Noções de Agricultura, Corte e Costura básicos, Introdução à marcenaria, Mecatrônica e Informática, sem distinção de gênero;
13-   Inclusão de Oratória, Noções de Direito, Noções de Economia e Introdução ao Serviço Militar (Deveres e Direitos do Soldado, dicas de sobrevivência, prática de artes marciais, esportes físicos e mentais e treino balístico simulado) no programa curricular obrigatório do Comitê Nacional de Educação e Cultura;
14-   Criação de métodos de advertência, suspensão e expulsão de professores, coordenadores e diretores de qualquer órgão de ensino em caso de aplicação insistente de métodos antididáticos ou transmissão de conhecimento falso;
15-   Reforma do sistema carcerário com introdução do trabalho obrigatório para todos os presos, nos limites da capacidade humana (através de seu emprego na construção de trilhos de trem, por exemplo), e aplicação da mesma pedagogia humanista praticada nas escolas, semelhante ao que se faz nos presídios cubanos;
16-   Pagamento de indenização para todos aqueles que passaram qualquer tempo presos injustamente conforme tempo passado atrás das grades, quantia recebida por fonte pagadora legal que lhes sustentavam antes da prisão e rigidez do regime de cumprimento de pena (aberto, semiaberto ou fechado);
17-   Instituição da prisão perpétua, mas apenas para atestados psicopatas até descoberta de sua cura, servindo os presos para estudo científico psicológico e psiquiátrico;
18-   Revogação total da pena de morte, mesmo em tempos de guerra;
19-   Fim das torturas nas prisões seja como forma punitiva ou para obter confissões;



Cultura:

1-   Criação de centros de memória das lutas populares, conforme a história da região onde forem construídos, sem esquecer das lutas nacionais e internacionais;
2-   Execução de um programa emergencial de elaboração de seminários para que veteranos das mais importantes batalhas do Brasil e do Mundo transmitam suas experiências para as gerações futuras, com devida tradução dos estrangeiros;
3-   Reestruturação, expansão e construção de museus, seguida de incentivos ideológicos à sua visitação;
4-   Criação de lei nacional que obrigue os municípios a reservar no mínimo 50% do tempo destinado a apresentações artísticas em eventos públicos para artistas e grupos artísticos nascidos no mesmo estado a que pertence o município;
5-   Revogação da Lei de Direitos Autorais com o fim de coibir a produção de lixo cultural, músicas afinadas com discursos contrários à Ideologia Proletária e facilitar o acesso das massas à diversão, à arte e ao conhecimento que a cultura propicia;
6-   Convocação de todos os países lusófonos para refazimento do Acordo Ortográfico com o fim de facilitar suas regras seguindo exemplos gramaticais do Espanhol e do Alemão;


Diversão, conhecimento e tecnologia para todos
com os jogos da AE!
7-   Criação da empresa pública Artes Eletrônicas Ltda. (AE!) com o fim principal de desenvolver jogos para computadores comuns com qualidade digna de concorrer com os estúdios estrangeiros, mas com enredos que auxiliem na educação dos jogadores nas mais variadas áreas do conhecimento humano e remontem a grandes lutas dos povos pela liberdade dentro e fora do Brasil, como a Luta nos Quilombos,o levante de Canudos, a Coluna Prestes, a Guerrilha do Araguaia, a Segunda Guerra Mundial, A Guerra do Vietnam ou a Guerra Popular do Peru, dentre outras (Brazuca Hero (com sanfona, 8 baixos, berimbau e teclado para piano e lambada), Era do Brasil(com tribos indígenas, quilombos, vilas coloniais e favelas), Futebrás 2050 ou qualquer outro ano (incluindo times brasileiros de 4ª divisão) et cetera);





Mídia:

1-   Confisco de todas as emissoras de rádio e TV particulares ou pertencentes a instituições religiosas, ambos sem indenização de qualquer espécie;
2-   Ampliação do número de canais de tv acessíveis ao público, incluindo emissoras de rádio e TV comunitária e alguns de TV a cabo, desde que não fomentem discursos contrários à ideologia proletária (como as emissoras pornográficas, as de cinema unicamente americano ou as de notícias famosas pelo repúdio à autodeterminação dos povos);
3-   Abertura dos sinais das emissoras do Poder Legislativo e Judiciário para a TV pública;
4-   Reparação de dano à moral pública praticado por mídias que transmitam conteúdo inadequado para a faixa etária preestabelecida através da suspensão da exibição do programa inadequado transmitindo, no horário reservado a ele, programas socioeducativos contrários àquelas mensagens indevidas, além de aplicação de multa para a emissora. Caso esta viole a indicação etária mais uma vez com o mesmo programa, aplica-se multa 10 vezes maior combinada com a extinção do programa, seja ele de auditório, filme, novela ou o que for;
5-   Proibição de anúncios publicitários de bebidas alcoólicas nos intervalos comerciais de rádio e TV, também em out-doors, pôsteres e internet, junto com vedação de seu consumo por parte de qualquer pessoa que apareça na mídia, exceto em telejornais e quaisquer produções onde o consumidor de bebida passe por situação ruim provocada pelo álcool;
6-   Limite de exibição de telenovelas para apenas uma por dia por canal, fora do horário nobre, ocupando o tempo antes disponível para essas novelas além do limite com programas de ensino técnico-profissionalizante, documentários ou filmes cujo enredo transmita ao povo brasileiro conhecimento histórico ou mensagens de solidariedade, patriotismo, coragem e compromisso com a melhoria da vida humana na Terra;
7-   Criação de canais de TV pública exclusivos para crianças onde serão exibidos programas didáticos e desenhos animados que contribuam para o seu crescimento através de ensinamentos escolares, transmissão de valores como sensibilidade, companheirismo e ativismo (Dragon Ball Z, Chaves, Smurffs, Sheep na Cidade Grande, alguns que passam hoje na TV Cultura etc.);




Saúde:

1-   Confisco de todos os hospitais e clínicas particulares ambos sem indenização de qualquer espécie;
2-   Criação de hospitais em cidades pequenas e zonas rurais;
3-   Criação de enfermarias bem equipadas em todas os órgãos de ensino, fábricas, fazendas coletivas e cooperativas de pequenos produtores;
4-   Fundação de empresa pública de produção de medicamentos e material médico para suprimento de hospitais, clínicas, enfermarias e farmácias;
5-   Incentivo à pesquisa das propriedades medicinais das plantas nativas;
6-   Entrega gratuita dos remédios;
7-   Distribuição gratuita e massiva da camisinhas e outros métodos anticoncepcionais não abortivos, seguidos de frequentes campanhas de conscientização dentro e fora dos órgãos de ensino estimulando a prática sexual responsável e planejada, em repúdio à libertinagem difundida abertamente pelos parasitas da sociedade em suas mídias e veladamente em suas regras de mercado e lógicas produtivas;
8-   Todos os veículos furgões confiscados pelo governo devem ser transformados em ambulâncias e clínicas móveis;
9-   Formação de médicos que devem atender de casa em casa;


Meio ambiente:
Coelhos, galinhas, cachorros, ratos e muitas outras criaturas tão sensíveis
quanto nós são vítimas de uma vergonhosa prática nem um pouco científica,
afinal, não somos iguais a eles, o que explica o desatre da talomida, do
cigarro e tantos outros, gerando mortes e sofrimentos gigantescos e injustos
para nada

1-   Abolição imediata de testes em animais, sendo utilizados quaisquer outros métodos, que existem, em seu lugar;
2-   Construção de clínicas veterinárias públicas em todo país nas capitais e principais cidades interioranas;
3-   Fundação da empresa pública Mc Lenin, que será uma rede de restaurantes vegetarianos distribuídos pelo país a fornecer hambúrgueres  e lanches adaptados à culinária local (salsa, cebolinha, cominho, macaxeira frita, polenta frita, pamoinhas, pés-de-moleque, água-de-coco, dendê etc.) ou dos países aliados, sem esquecer da variedade nutritiva do Mc Criancinha e dos briquedos do Mc Lanche Revolucionário;
4-   Confiscar urgentemente todas as propriedades que se encontram em áreas de preservação ambiental à medida em que for possível transferir a propriedade de seus antigos donos para outras áreas;
5-   Estimular estados e municípios a ampliar crescentemente suas usinas de tratamento de água, suas redes de coleta de esgoto e construir fossas sépticas com o fim de tapar definitivamente as bocas de esgoto que poluem seus rios, sem causar problemas;
6-   Criar brigadas de reflorestamento para áreas queimadas ou desmatadas ilegalmente;
7-   Distribuição de árvores nativas às organizações estatais ou populares de reflorestamento;
8-   Desconstrução de barragens de água de hidrelétricas não mais importantes para a matriz energética brasileira e restauração das áreas atingidas por barragens
9-   Proibição da fabricação e do uso de embalagens PET e de outros plásticos para envasamento de refrigerantes e armazenagem e outros gêneros alimentícios, sendo todos gradualmente substituídos por garrafas e recipientes de vidro, latas de metal, de papelão ou qualquer outro material de fácil reaproveitamento ou rápida decomposição;
10-   Estímulo ao uso massivo de veículos movidos a energia elétrica e outros biocombústíveis que não etanol e gordura de animais, inclusive os veículos oficiais, buscando-se também aplicar esse tecnologia aos veículos militares;
11-   Criação de um Programa Internacional de Captura de Carbono, alternativo à prática ridícula de saque dos cofres públicos pelos 'Créditos de Carbono',  que envolverá muitas outras ações além do plantio de árvores, como o cultivo de bactérias sequestrantes de carbono;



Segurança Pública:

1-   Fim de todas as empresas de segurança privada, sendo substituídas em suas funções de segurança pela Milícia Popular, Polícia Popular de Investigação, Polícia Popular Estadual, Força Popular de Segurança Pública ou Exército Popular;
2-   Introdução imediata e eficaz de uma Política Nacional de Humanização da Polícia para que os agentes da segurança pública entendam que seu papel é defender a lei, não praticar qualquer espécie de crime;
3-   Proibição do uso de armas letais por todas as forças de segurança em tempos de paz, exceto a Força Popular de Segurança Pública, que deve ser treinada para causar o mínimo possível de mortes;
4-   Fim do anonimato policial em vigilâncias ostensivas, como em rondas e protestos;
5-   Proibição definitiva e imediata do uso de caveiras humanas e quaisquer outros símbolos que remetam à morte em bandeiras, brasões e escudos das forças de segurança;



Estados, Cidades, e Vilas:

1-   Construção de monumentos em homenagem aos heróis e mártires brasileiros;
2-   Remoção de todos os ícones religiosos das vias públicas;
3-   Confisco de todas as propriedades abandonadas ou vazias;
4-   Distribuição gratuita das casas confiscadas para os sem-teto;
5-   Retirada imediata dos moradores de áreas de risco;
6-   Incentivar o desenvolvimento das cidades através dos princípios da auto-suficiência;
7-   Remoção do nome de figuras reacionárias das vias públicas;
8-   Cobrança progressiva de IPTU e ITR para imóveis baldios;
9-   Introdução do Plano Nacional de Gestão de Águas, que incluirá transposição de enchentes, revitalização de rios, limpeza de esgotos e investimentos em tecnologias para baratear a dessalinização d'água;
10-   Nacionalizar e melhorar as tecnologias brasileiras de previsão do tempo e das catástrofes naturais;
11-   Confisco das empresas de transporte público de qualquer tipo, todas sem indenização de qualquer espécie;
12-   Distribuição do controle das linhas unicamente municipais para a gestão do município, das linhas intermunicipais e interestaduais para a gestão dos estados e das linhas internacionais para a gestão nacional;
13-   Redução imediata no preço das passagens de ônibus;
14-   Passe-livre para estudantes, desempregados e idosos;
15-   Internação compulsória e reeducação dos dependentes químicos;
16-   Reforma da Mobilidade Urbana: criação e expansão de linhas de ônibus, metrôs, trens e hidrovias, vinculação dessas linhas a uma rede de transporte público integrado por bilhete único e amplo suporte aos veículos do transporte público por oficinas próprias de cada gestão (municipal, estadual ou nacional) supridas por vigorosa indústria automobilística nacional;
17-   Criação do cadastro nacional de abrigados e donos de terra, junto com a lei de limite de propriedades imóveis, com o fim de coibir o tráfico de imóveis distribuídos para sem-terras e desabrigados;


Religião:

1-   Respeito a todas as religiões, seitas e líderes que não estejam envolvidos em conspirações contrarrevolucionárias;
2-   Cobrança de impostos das igrejas;
3-   Fim da remessa de dinheiro para o exterior por parte das igrejas;
4-   Tratamento igualitário para todos os líderes e seguidores de seitas religiosas, sendo vedado o gasto de recurso público com qualquer cerimônia mística;
5-   Confisco de todas as propriedades vazias e abandonadas pelas instituições religiosas;




Etnias:

1-   Tornar o tupi-guarani a segunda língua oficial do Brasil;
2-   Criar e ampliar centros culturais voltados à preservação da cultura dos indígenas, africanos, europeus e asiáticos;
3-   Promoção de estudo detalhado de todas as comunidades indígenas e quilombolas no Brasil para que se faça uma demarcação de terras justa e equilibrada entre o que lhes é de direito, o que é necessário para sua subsistência, o direito de outros povos de também possuírem terras para o próprio sustento (incluindo aí as terras estatais) e o que é necessário para a defesa do meio-ambiente e sobrevivência das espécies nativas;


 
É com essas reinvidicações que faremos da OGV um pé de mandacaru em meio do sertão a dar forças para a família de retirantes saqueada por grileiros e vitimada pela seca, mas ainda assim forte e disposta a seguir numa longa marcha rumo a terras férteis irrigadas por um rio limpo e azul! Isso é o que queremos fazer com o Brasil, e para trazer ao mundo essa bela nova forma de vida contamos com VOCÊ!
Seus braços, suas pernas e sua mente lhe trouxeram à beira das chamas que irradiam luz destas palavras e agora iluminam o seu ser, mostrando tudo aquilo que as trevas de uma vida presa e viciada antes escondiam. Deixe a luz do comunismo guiar agora o resto de sua existência e secar tudo que há de ruim pela frente, como o sol seca as feridas!


JUNTOS, VENCEREMOS!

ABAIXO AO IMPERIALISMO!

ABAIXO AO LATIFÚNDIO!

ABAIXO À DITADURA DOS MILIONÁRIOS, VIVA A NOVA DEMOCRACIA!

ELEIÇÃO É FARSA, VIVA A REVOLUÇÃO!

 
 
 
NOSSO MAIOR INIMIGO ESTÁ DENTRO DE NÓS: CHAMA-SE MEDO.


VIVA O HERÓICO POVO DO BRASIL!

VIVA O MARXISMO-LENINISMO-MAOÍSMO!

POR UMA NOVA HISTÓRIA PARA O NOSSO PAÍS!

FRITEM-SE OS COXINHAS E PICARETEM-SE OS TROSKOS!

TODO PODER À ORGANIZAÇÃO DOS GUARDAS VERMELHOS!

PELA VERDADEIRA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL E DO MUNDO.


"A GRANDE REVOLUÇÃO CULTURAL EM NOSSO PAÍS SACODE O MUNDO INTEIRO!"

quinta-feira, 9 de maio de 2013

GRANDE FESTA À VITÓRIA DE TODOS OS POVOS

 ONTEM, HOJE E SEMPRE CELEBRANDO A VIDA E A LIBERDADE


"Feliz Vitória! Lembrar Lamentar 9 de Maio 1941-1945"

"1945-2011 Feliz Vitória!" Na Rússia, nem o governo (neoliberal de Putin) deixa de celebrar o Dia da Vitória


foto por RIA Novosti

 

 "Na noite passada realizou-se o ensaio da Parada da Vitória em Moscou. Passaram pela Praça Vermelha todos os participantes do desfile, que em 9 de maio irão apresentar as melhores divisões e equipamentos das Forças Armadas russas. Todo o o cerimonial foi elaborado de acordo com o roteiro festivo.

[...] Paraquedistas, fuzileiros navais, marinheiros, guardas-fronteira, tropas internas e cósmicas – no total mais de 11 mil soldados de diferentes departamentos. Entre eles participantes da parada das escolas Suvorov e Nakhimov e também alunos do corpo de cadetes cossaco de Aksaisk.[...]




Fileira com modernos tanques, provavelmente T-90s, e, ao fundo,  Mìsseis Balísticos InterContinentais 'TOPOL-M', que comportam 6 bombas nucleares, segundo informações aqui chegadas a muito tempo (perdoem meu pouco
conhecimento nessa área)
[...] E depois na Praça Vermelha apareceram gigantes: rampas de lançamento dos sistemas S-400 Triumf, Iskander-M, Topol-M.[...]


Russos assistindo à Parada do Dia da Vitória com mais disposição que muitos
brasileiros no calor das 11:00AM de 7 de Setembro
[...] Milhares de espectadores, que observaram o ensaio da parada militar, ficaram encantados. O comandante da parada, comandante em chefe das Tropas Terrestres da Rússia, general coronel Vladimir Chirkin, também ficou satisfeito. 

"Eu considero que os participantes da parada estão bem preparados. Nós sabemos nossas carências, falhas e ainda procuraremos trabalhar neste sentido, teremos mais alguns ensaios. E até 9 de maio estaremos prontos".
Os militares ainda têm três ensaios da parada. Dois à noite – em 29 de abril e 3 de maio e um ensaio geral em 7 de maio às 10 da manhã, hora de Moscou."













"É claro que a celebração de hoje é dedicada principalmente aos veteranos e militares" (tradução do site que publicou a foto). Esses senhores de avançada idade são exatamente os que engrossaram as fileiras do Exército Vermelho na luta contra Hitler. Suas memórias vivas os fazem verdadeiros guardiões da história.




"Então o silêncio momentâneo era quebrado pelo zumbido de motores das
unidades de caça que constituem a figura do aniversário no céu" (mesmo site)
Foto de 2010
O LESTE EUROPEU ESTÁ EM FESTA!
A celebração não se limita só à de Stalingrado, que hoje tem esse nome, nem às fronteiras da Rússia. Praticamente toda a Euroásia vibra hoje de emoção numa grande festa pública.
Tanto em casa como nas ruas, o povo treme de emoção e fisicamente quando tanques e soldados marcham orgulhosos com seus uniformes costurados com os mesmos desenhos dos anos 40.
Animando o dia, cânticos da resistência ecoam dos instrumentos da banda do exército, de vários palcos pela cidade e, claro, das gargantas de filhos, netos, sobrinhos, bisnetos e tantos outros parentes dos agora anciões que tornaram a celebração desse dia possível. É uma festa internacional do antifascismo perpetuando seus valores para as novas gerações!






Membros do Partido Comunista da Federação Russa em 9 de maio de 2011 celebrando a festa e resgantando a imagem de Josef Stalin como herói nacional e internacional.



















"_Vá se foder, Stalin! _Não fale assim comigo. _Então venha e me bata. _Filho duma puta.
Pela mãe Rússia, (brindemos) todos!"
"O QUE ESSE DIA TEM DE TÃO IMPORTANTE?", pode se perguntar o ingênuo leitor. E eis a resposta:
EM 9 DE MAIO DE 1945, CHEGOU AO KREMLIN A CARTA DE RENDIÇÃO INCONDICIONAL DA ALEMANHA NAZISTA, DOCUMENTO QUE SELOU DEFINITIVAMENTE A VITÓRIA DO GLORIOSO EXÉRCITO VERMELHO DOS TRABALHADORES DE TODO O MUNDO SOBRE AS HORDAS DA ARISTOCRACIA GERMANA.
POR ISSO MESMO, HOJE É UM DIA DE IMPORTÂNCIA COMPARÁVEL AO 1º DE MAIO (Dia do Trabalhador), AO 1º DE OUTUBRO (Fundação da República Popular da China), AO 24 DE OUTUBRO (Início da Revolução Bolchevique) OU AINDA AO 2 DE NOVEMBRO (Aniversário de José Maria Eymael, um democrata cristão =D).


Soldado Soviético balança a bandeira da "União indestrutível das livres Repúblicas" sobre as ruínas de algum palácio do 3º Reich. Foi a queda do principal baluarte do regime mais repugnante do mundo.


"A mulher, em suas palavras, "Stalin nos trouxe a salvação em Kiev", ele também
afirmou que "Vanga previu que a União Soviética se levantará, caso contrário,
o mundo não verá a salvação."" (tradução daquele mesmo site).
E essa é a razão que faz o dia de hoje ser digno de aprovação das Nações Unidas como feriado internacional. A vitória que hoje se celebra, muito além da Euroásia, é uma vitória de toda a humanidade em todas as suas cores, principalmente as mais escuras. Cada um de todos nós, afrodescendentes, judeus, ciganos e de tantas outras minorias étnicas, GLBTs, defensores do povo, pensadores, artistas... Mesmo os que não sofrem com outras hostilidades sociais além das de classe econômica também são convidados especiais nessa euforia mundial.

Toda humanidade, repito, o que inclui a própria Alemanha e países próximos, tem algum motivo dentre vários para celebrar essa festa junto com a Rússia. De todos esses motivos, os principais são claramente elencados na natureza da própria ideologia fascista.

Essa natureza está registrada em milhares de formas. Trago aqui algumas (até os mais resumidos livros de história confirmam tudo o que é dito aqui, mesmo que omitindo detalhes ou justificando as arbitrariedades):

PATROCÍNIO


"[...] A intimidade entre o totalitarismo e o capital financeiro e o apoio da alta burguesia a Hitler e a Mussolini são comprovadas por vários documentos. No caso nazista, o magnata Krupp explicava que "os empresários alemães empreenderam de todo o coração a caminhada pelo novo curso; que eles, com a melhor disposição e conscientemente agradecidos, compreenderam e adotaram como suas as grandes intenções do Füher, reafirmando-se como fiéis seguidores dele." No caso da Itália, Mussolini contou, para chegar ao poder, com o apoio da Confederação Geral da Indústria, da Assossiação dos Bancos e da Confederação de Agricultura."
- VICENTINO, Cláudio. História Geral: ensino médio, 10ª Ed./Cláudio Vicentino. - São Paulo: Scipione, 2006.




Isso mostra que as ambições imperiais dos fascistas são de grande interesse da alta burguesia europeia. A mesma sede de ouro que motivou essa classe social a colonizar toda a África, levando miséria e guerras étnicas a esse continente, e também provocar uma grande guerra pelo domínio sobre essas colonias encontrou nos fascistas uma saída para a crise e para a ameaça vermelha que vinha não do Leste, mas de suas próprias fábricas e terras. Considerando essa disposição toda com rápido avanço que realmente foi feito política e militarmente pelos fascistas em muito pouco tempo (lembrem que até o começo da 2ª guerra  quase metade da Europa, o Japão e outros países, como o Brasil, eram governados por fascistas), chega-se à clara conclusão que SE NADA PARASSE O NAZIFASCISMO, ELE IRIA DOMINAR O MUNDO. E se não dominasse, grande parte do planeta estaria sob o julgo de ditaduras, de submissão geral, de terrorismo de Estado, de censura, de escravidão verdadeira de nações inteiras, DE VALAS E CAMPOS DE EXTERMÍNIO.

É EXATAMENTE ESSE O PRINCIPAL MOTIVO QUE FAZ DO 9 DE MAIO UMA DATA DE TODOS OS POVOS

Do norueguês de pele mais clara ao angolano negro como o ouro escondido sob seus pés, toda a humanidade estaria ameaçada ou brutalmente agredida por grutamontes racistas e xenófobos autorizados por lei e pagos para violentar com toda a violência qualquer um que quisessem. Seria o regresso da humanidade ao mais ridículo estágio mental e político, semelhante ao do tempo das cavernas, com tecnologia avançada o bastante para enriquecer os ricos mais ainda.
MAS GRAÇAS AO GLORIOSO EXÉRCITO VERMELHO, ESTAMOS A SALVO!






PROGRAMA

"O Programa do Partido Nacional-
Socialista dos Trabalhadores Alemães"
"[...]1. Exigimos la reunificación de todos los alemanes, sobre la base del derecho de los pueblos a la autodeterminación, a fin de crear una Gran Alemania. [...]

[...]3. Exigimos tierras y colonias que permitan alimentar a nuestro Pueblo y establecer en ellas nuestro excedente de población.

4. No puede ser ciudadano, sino quien posee la cualidad de miembro de la comunidad nacional. No puede serlo sino quien tiene sangre alemana, cualquiera que sea su confesión. Ningún judío, consecuentemente, podrá ser miembro de la comunidad nacional. [...]

[...] 23. Exigimos la lucha legal contra la mentira política internacional y su propagación a través de la prensa. A fin de permitir la creación de una prensa alemana, Exigimos que:
a) todos los redactores y colaboradores de los periódicos publicados en lengua alemana deben ser miembros de la comunidad nacional.
b) los periódicos no-alemanes deben tener, para ser publicados, la autorización expresa del Estado. Les estará prohibido ser impresos en lengua alemana.
c) toda participación financiera en periódicos alemanes o toda influencia sobre estos periódicos por no-alemanes debe ser prohibida por ley, y Exigimos como sanción para los contraventores el cierre (fechamento) de tal periódico y la expulsión inmediata del Reich de todos los no-alemánes que hubieren cooperado.
Los periódicos que se opongan al bien común deberán prohibirse. Exigimos la lucha legal contra una tendencia del arte y la literatura que ejerza una influencia desmoralizante sobre la vida de nuestro pueblo, como también la prohibición de manifestaciones que se opongan a las reivindicaciones expresadas más arriba. [...]"


VALORES

Soldados italianos fascistas marcham frente a um muro onde se lê
"Crer, obedecer, combater" em italiano.
Somam-se às provas do mau caráter dessas escórias cerebrais célebres frases dos próprios: "A maior virtude é a obediência. Por quê devemos obedecer? Porque devemos obedecer"; "Crer para obedecer, obedecer para crer"; "Verdade é tudo aquilo que o mais forte consegue impor."; "A justiça, a virtude e a moral são convenções criadas pelos fracos para impedir o saudável domínio dos fortes."; "Quando ouço falar em cultura, tenho vontade de sacar meu revólver."

O tripé que sustenta o discurso fascista servindo de fonte para as mais variadas mentalidades ligadas a ele é o Totalitarismo-Conservadorismo burguês-Violência. Todos os demais valores, regras e leis, como o anticomunismo, a vigilância paranoica da sociedade pela polícia secreta, ou a lei que proibia os judeus não identificados com uma estrela amarela na camisa de andar pela rua (o que os fazia rastejar por esgotos) vêm dessa tríade.
Mas não se iludam: tanto Hitler como Mussolini serviram o exército e participaram da Primeira Guerra Mundial, o que deixou o alemão sem um testículo. É bem provável que eles tenham encontrado nos quartéis o ambiente mais favorável à transmissão desses valores, mas não é a estrutura do quartel, do posto policial, da escola ou do hospital em si que fabricam fascistas; é a mentalidade da classe dominante que amplifica sua perssuação nas relações de poder desses ambientes, o que faz deles fábricas de máquinas de oprimir. Se fossem os trabalhadores a mandar nesses locais direta e indiretamente, é claro que os resultados seriam outros.

ORIGENS

"Verdade é tudo aquilo que o mais forte consegue impor." Sentiu a semelhança?
 Fiz questão de deixar este tópico por último por ser um dos mais marcantes, se não o mais.

Como acabaram de ver aqui com as fontes apresentadas (e pode checar com os próprios fachos em sites como A Cruz de Ferro, Galinhas Verdes, White Pride em português, ou com outros), existe alguma coisa nesse discurso mosntruoso que é muito familiar.

Essa defesa violenta a uma certa ordem, esse autoritarismo social, esse gosto de usar os músculos e as armas muito mais que o cérebro para quase tudo... Eu mesmo, enquanto escrevia este texto, quase usei exemplos que não tocavam a Alemanha e a Itália dos anos 30.

Antes de explicar o que acontece, me permitam trazer um inteligente comentário do historiador Mário Furley Schmidt:

"A HISTÓRIA DA GALINHA
Um dia perguntam à galinha:
_ Você é feliz aí no galinheiro?
_ Claro que sim, me dão milho diariamente - respondeu ela.
_ Mas o galinheiro não é uma prisão?
_ Não, essas grades estão aí pra me proteger.

É mais ou menos assim que as pessoas raciocinam quando acham que uma ditadura fascista protege o povo. Até que um dia alguém resolve fazer um belo frango assado..."
(SCHMIDT, Mário. Nova História Crítica Moderna e Contemporânea. Nova Geração, 1996.)



Entenderam?
A repressão brutal, o autoritarismo, a liberdade vigiada e enquadrada num dossiê atendem a uma certa finalidade tida como aceitável.

Essa finalidade é a manutenção da ordem vigente, uma ordem burguesa, o que inclui: Manutenção da propriedade privada e internacionalizada de latifundios, fábricas de bens de uso civil, fábricas de armamentos e veículos de combate, minas, poços de petróleo...; manutenção das taxas de juro e desemprego; continuação dos planos neocolonialistas; manutenção da miséria; sucateamento dos serviços públicos de Direitos Humanos (saúde, educação, moradia, segurança); et cetera.
E você sabe bem quem mais se beneficia com ela, e pode até ver eles armando os esquema com o governo e, EVENTUALMENTE, respondendo processo por maracutaia com suas marionetes políticas.


Antonio Gramsci. Membro do Partido
Comunista Italiano, foi preso e morreu na
cadeia em 1937. É conhecido como "Um
Gênio Marxista".
O problema, da burguesia, é que, vez ou outra, essa ordem é ameaçada, seja por concorrência/ameaça violenta de outra classe burguesa com suas guerras econômicas e militares, seja por fortalecimento das lutas populares. Muitos marxistas dizem que esses problemas se resolvem por meios violentos e, por isso e por outras evidências históricas, se percebe que o poder da classe dominante vinha da força física.

No entanto, um baixinho cabeludo que atuou politicamente contra Mussolini enquanto ele estava começando a ganhar poder na Itália disse algo interessante. Preso por despertar a consciência de classe do proletariado em plena ditadura fascista, esse baixinho ganhou giganteza ao escrever seus célebres Cadernos do Cárcere. Seu nome é Antonio Gramsci e disse ele:
"A classe burguesa não controla a sociedade apenas pela força do Estado, mas também pelas instituições da sociedade civil: a Igreja, os sindicatos, as escolas, os meios de comunicação. Elas reforçam uma Ideologia e é preciso acabar com ela ganhando cada uma dessas fontes de poder, o que rompe com o senso comum."

Poster soviético satirizando Hermman Goebels, ministro da propaganda do 3º reich.
As constantes propagandas do governo no rádio, nos jornais, nos monumentos, bandeiras,
paradas militares e festas de religiões pagãs "legitimamente alemãs" serviam para encher
a mente do povo com as ideias do partido. As crianças ainda tinham que decorar cartilhas
elaboradas especialmente para elas (o Brasil fez isso com Vargas e na ditadura mais ainda).
E são essas as instituições que garantiram o poder da burguesia e até hoje o fazem. Sua atuação é preventiva: Elas forjam o caráter das pessoas com a reprodução indiscriminada dos valores da classe dominante, o que faz as pessoas submissas e impede que elas se voltem contra a ordem.

Como se vê neste blog e muito além, no cotidiano de cada pessoa envolvida numa sociedade capitalista, isso é uma realidade inegável. Não é preciso uma análise profunda dos enredos de novela, filme e da forma de apresentar as notícias das principais emissoras de TV para ver como elas servem a essa ordem junto com outras instituições até hoje.

Mas nos anos 30, tempo marcado pela grande crise de 1929, essas instituições já não acalmavam o povo. O desemprego crescia assustadoramente, grandes empresas e bancos faliam da noite para o dia, famílias perdiam suas rendas depositadas em poupanças num piscar de olhos e a inflação disparava. Não tinha radionovela que distraísse, ainda mais com sindicatos fortes aproveitando a situação favorabilíssima para chamar o povo à luta.
Os fascistas continuam surgindo, existindo e em atividade,
como Breivik. Entenda porque neste texto.
Os ricos sentiram medo, ainda mais vendo que a grande inspiração dos trabalhadores revoltosos não se abalava em quase nada pela crise. Era preciso chamar o guarda, e alguém seria esse guarda, cumpriria a missão e seria condecorado por isso. FOI NESSE AMBIENTE QUE SURGIU O FASCISMO.

O fascismo não é uma mentalidade extraterrestre pensada por uma mente brilhante pelo bem estar da sociedade. É o aprimoramento de certos elementos protetores da ordem social para a manutenção da mesma.

Os fascistas não são contra o capitalismo. Dizem que são só para se oporem às liberalidades do modelo econômico americano, coisa que realmente é diferente da deles, mas é tudo capitalismo!
O que fazem, em essência, é intensificar ainda mais as atividades daquelas instituições mantenedoras da ordem, principalmente a força do Estado.

Nos anos 40, tanto em Nova Iorque como em Munique, particulares continuavam confortavelmente em suas empresas explorando a mais-valia de seus empregados e lucrando com seus consumidores intocavelmente. A diferença da Alemanha é que lá o governo tentava direcionar a produção para onde queria com força da lei, não de incentivo$ fi$cai$ (até algum empresário dizer que não tinha como atender a demanda ou um banqueiro negar um empreéstimo). Por isso Hitler explicava a presença do termo 'Socialismo' no nome de seu partido: "Marx, um judeu, roubou o significado do Socialismo acrescentando a ele uma outra finalidade: o comunismo."; "Nós não socializamos as fábricas ou os bancos. Nós socializamos pessoas." Pode ver na Cruz de Ferro.

Já dizia Stalin: "A social-democracia e o fascismo não são inimigos; ao
contrário, são irmãos gêmeos."
Maiores explicações no texto ao lado.

Reforçando o que se diz neste texto, naquele mesmo Programa do Partido Nazista é possível encontrar propostas de participação dos empregados nos lucros das empresas, REFORMA AGRÁRIA, ESTATIZAÇÃO DE TRUSTES e amparo estatal à classe média, aos pequenos fazendeiros e pequenos industriais (pontos 13 a 17). EIS AÍ UMA GRANDE PROVA DE QUE FASCISMO E SOCIAL-DEMOCRACIA NÃO SÃO INIMIGOS, MAS IRMÃOS GÊMEOS.

 E não estranhe o amigo leitor: Nada disso é proposta socialista. Defender que a propriedade continue sendo privada, mas ajudando a sanar danos sociais que ela mesma gera, constitui proposta pequeno-burguesa disposta a acalmar as massas concedendo a elas migalhas da riqueza que as próprias produzem. É criar uma ilusão e alimentar ela de todas as formas possíveis, como Benedito tentando refazer o Grande Império Romano de 2000 anos atrás com suas produtivas massas de escravos ou Hitler querendo montar uma economia de pequenas propriedades com muitas salsichas e loiras dançando polka o dia inteiro.

marchando para a morte

Tudo isso enquanto milhões morrem nos campos de concentração, de batalha ou nas pilhagens dos outros povos. Vítima por vítima, saqueando até dentes de ouro e fazendo um sabão ordinário com a gordura extraída dos cadáveres. É o gigantesco, eterno e todo-poderoso Estado semimonárquico garantindo sempre mais apoio aos pequenos agricultores e aumentando as aposentadorias  dos  mais humildes a cada corpo jogado na vala.

Assim seria em cada pedaço de terra de todo o mundo, abrindo caminhos com MGs42, Nebelwefers e Panzers, com todo apoio da família do magnata Krupp, das Confederações da Indústria e Agricultura, além da Associação dos Bancos...

...ATÉ HORDAS E MAIS HORDAS DE BÁRBAROS SE ESBORRACHAREM E CAÍREM NA MURALHA DE BRAVURA E AÇO QUE É O GLORIOSO EXÉRCITO VERMELHO!






Essa, meus amigos, é a natureza do fascismo. Como visto, cada povo tem motivos para repudiar energicamente essa face mais repugnante do "sistema de escravidão, miséria e fome." É por tudo o que foi apresentado aqui não ter logrado sucesso que todo o mundo deve comemorar o 9 de Maio!
Mas não se pode vacilar. Berlim nazista caiu, o fascismo não.



Trote promovido por estudantes de DIREITO com calouros na USP, se não me
engano. A reitoria, mesmo com essas fotos correndo nas redes sociais, só disse
que 'vai apurar o caso para descobrir quem são os envolvidos'.
Como visto, essa mentalidade política de amparo nacional com latrocínio internacional não surgiu do nada; surgiu de valores autoritários, exploratórios, preconceituosos e conservadoresjá existentes no seio das sociedades 'livres e democráticas'. O que faz as pessoas apreciarem o fascismo, como está acontecendo agora na Grécia, é o reconforto e a esperança que eles afloram nos fascistas inconscientes em tempos de crise econômica, por exemplo.

Se há poucos empregos e poucos alimentos, os fascistas não propõem congelamento de preços, não pagamento de dívidas externas ou expropriação de empresas inúteis; dão à classe média decadente propostas simples e xenófobas, como expulsar os imigrantes, coisa que os próprios fazem.

"Uma tarde num bairro ateniense controlado por neonazis A Aurora Dourada vela pela ordem nesta área central de Atenas onde não restou nem um imigrante, nem um indigente nas redondezas. A extrema-direita grega e seus brutamontes de poucas palavras fizeram do bairro de Agios Panteleimonas o seu sítio privado.
Em algumas zonas do bairro, para caminhar à noite é preciso pedir permissão, perguntar com educação e agradecer com respeito.
[...]“É preciso colocar minas terrestres nas fronteiras para que os imigrantes não entrem”, diz um tipo enorme que não dá o seu nome porque não quer. Mas diz sem rodeios : “Você tem cara de esquerdista, como seu governo”, diz em tom de ameaça. [...]" Leia mais aqui


Neonazis na Ucrânia. Antes, era a grande aliada da Rússia nas questões
internacionais e berços de verdadeiros heróis como Vasili Zaitsev. Hoje, é
mais uma favela europeia dominada por mafiosos, cafetões, traficantes e tipos
como esses aí.
 É deprimente ver como seus movimentos crescem por todo o mundo, incluindo países do ex-bloco soviético. Eles se reúnem marginalmente para ouvir e pronunciar seus discursos de ódio, planejar ataques, linchar algumas pessoas de minorias étnicas, incluindo crianças, fazer musculação, treinar artes marciais exibir uns pros outros os chapéus, pulseiras, próteses dentárias e outros itens que tiram das pessoas que espancam... Há até um vídeo publicado em outro post aqui sobre isso.

No Brasil, para nossa imensa vergonha, a escravidão, toda a segregação promovida pela monarquia e agravada na República da espada, do café e do mensalão, junto com as instituições sociais fundamentais para a ideologia reinante nos deixaram e ainda nos deixam cada vez mais próximo de Mussolini. Além dos já conhecidos carecas do subúrbio, tipicamente paulistas (e acobertados por policiais militares), recentemente um grupo de nazis foi preso em Belo Horizonte pela polícia civil por ter agredido um nordestino.
Investigados pela delegacia de crimes cibernéticos, foram juntadas no inquérito de seus processos fotos que colocavam em redes sociais junto com declarações escritas pelos próprios. Numa das fotos, uma criança branca aparece ao lado de um macaco fazendo a mesma posição corporal. No comentário da foto estava escrito "Pare o racismo! Crianças brancas e negras são iguais!"
No dia 2 deste mês, um deles já foi liberado, segundo o jornal BHAZ.
Sobre essas criaturas, a Carta Capital deixou um artigo:

"O Partido Nazista e o Brasil

Líder nazista em Curitiba era funcionário do Consulado da Alemanha e fez pressão nos anos 30 para introduzir o ideal do partido entre os imigrantes alemães, relata Rafael Athaides 
Nos anos 1930, período em que o Brasil de Getúlio Vargas se aproximava economicamente da Alemanha, a Seção do Partido Nazista ganhava forma e atuava livremente no País. Não era uma organização do tipo “Cavalo de Tróia”, ou “quinta-coluna” separatista, como acreditava certa literatura e o senso comum da época.  "
continuar a leitura

Essas coisa linda se dizem "a raça biológica e intelectualmente superior que deve dominar o mundo". Note as tatuagens.
Contudo, esses são apenas os fascistas assumidos. Apesar da força que têm pela Europa, crescendo junto com as dívidas externas de seus países e aproveitando ao máximo a crise econômica e política, só conseguem ter algum poder espancando minorias depois de conseguirem, com muito esforço, sem numerosos. Para além de sua relativa insignificância, há milhões de outros enrustidos no poder, legalizados, dispostos a usar sua força como verdade em nome do que entendem como bem-estar social, como os que inventaram um campo de concentração na África do Sul para tentar 'curar' gays, coisa que já matou algumas pessoas.

No entanto, por questões políticas e eleitoreiras esses fascistas enrustidos, poderosos, não podem assumir seu caráter publicamente. Fazer isso só é interessante quando outros enrustidos cometem preocupantes fracassos em seus governos e as massas pensam que se submeter a um ou outro imperialista é a única via possível de participação política. Muita coisa difere essas figuras de Hitler ou mesmo de Getúlio Vargas, mas o prazer em ser o César de áreas gigantescas, o compromisso imperial de massacrar povos de todos os continentes para pegar suas riquezas, o hábito de usar de muita violência para preservar seus interesses apoiando seu domínio em mentira e intensa propaganda os colocam como parecidos. Um exemplo é esse mesmo que vocês estão pensando:


 Os fascistas enrustidos agem tão bem que parece até um erro classificá-los dessa forma. Em seus palácios, falam em progresso, paz, justiça, desenvolvimento, democracia, mas levam exatamente o oposto a todos os países em que interferem. Estufam o peito para dizer que o governo trabalha para o povo, quando são fantoches de grandes conglomerados financeiros, se não agentes da mesma corja, e a eles servem reprimindo violentamente manifestações populares. Alguns falam até em orgulho nacional e defesa da pátria, mas na calada da noite promove seus atos secretos com os ricos para definir qual banco estrangeiro vai conceder créditos impagáveis ao país.

Contudo, numa coisa são idênticos aos fascistas assumidos: uso de artimanhas para surrupiar recursos alheios.

Dentre inúmeras presentes na história humana, vou trazer a última e mais discarada: O "Atentado" de Boston.

Boston Marathon vítima é na verdade Nick Vogot, ex-oficial do exército dos EUA que perdeu as pernas em Kadahar, o Afeganistão com a primeiro assalto de 25 de divisão de infantaria em Nov.2011. Há muito mais acontecendo aqui do que a mídia vai dizer!
Se não fosse esse caso, trataria aqui com enfoque nos mínimos detalhes a grande armação de 11 de setembro de 2001, mas deixo esse trabalho para o pessoal do Movimento Zeitgeist com legendas em português.

Mas a urgência da situação muda as prioridades, então vamos pelo começo: "Num dia qualquer para o resto do mundo, mas importante para Nova Iorque, sete bombas explodiram. Mesmo sendo sete (?), tudo que subiu foi uma fumaça branca sem bola de fogo ou marcas negras pelo chão. Depois de muito tempo sem ninguém reinvindicar a autoria do ataque, encontraram dois suspeitos, um com uma mochila cinza e outro com uma branca. Depois de anunciados como suspeitos, começaram a fugir. Um morreu e o outro foi ferido, mas está num hospital prisional aguardando julgamento. De acordo com investigação do FBI junto com informações da inteligência russa, os dois jovens são cidadãos americanos naturalizados e vindos da Chechênia. Contudo, fizeram uma viagem de alguns meses para lá, onde supostamente tiveram contato com fundamentalistas islâmicos que lhes deram treinamento. A inteligência russa avisou do perigo de eles voltarem para a América, mas os EUA não deram importância e liberaram o visto até que, surpreendentemente, eles fizeram bombas caseiras com panelas de pressão, pólvora, pregos e esferas metálicas, explodindo tudo na linha de chegada."

Essa é a versão do governo americano. Mas há quem discorde seriamente:

"Primeiro, examinemos os desajeitamentos. A principal evidência criminal que levou aos irmãos Tsarnaev é as mochilas pretas usadas para guardar os dispositivos explosivos improvisados. No entanto, com uma análise cuidadosa das imagens relevantes, fica claro que o irmão mais velho a tinha de cor acinzentada, e o mais jovem — branca. Ao mesmo tempo, uma organização de pesquisa canadense independente The Centre for Research on Globalization (CRG) viu no local do crime um grupo de guardas da empresa de segurança privada Blackwater com mochilas pretas muito semelhantes. [...]

[...]
O irmão mais novo — Johar, foi o melhor estudante de medicina de uma universidade de prestígio. O seu perfil psicológico (escrito em rede russa VKontakte " há uma coisa na vida: carreira e dinheiro"), comportamento (um dia antes do ataque terrorista estava presente em uma festa), e o fato de não esconder seu rosto diante as câmeras contradizem os "fatos" de ele 24 horas ficar disparando e correndo ao redor de Boston enfrentando as forças especiais de enorme experiência profissional. Colocar sete bombas sem cúmplices também se apresenta impossível ou não eram sete, e também é uma mentira?


Examinemos a segunda opção, os irmãos são membros de uma grande organização terrorista. Mas Tamerlan estava controlado pelo FBI. Foi dito por sua mãe. "Ele estava sob o controle do FBI por três, cinco anos. Eles sabiam o que o meu filho estava fazendo, eles sabiam quais ações ele traçou, e que sites visitava. Eles o controlavam a cada passo, e agora dizem que este é um ataque terrorista … ", disse. Como é que o FBI podia faltar a formação deste ataque terrorista? Não teria podido, se não tivesse participado dele. Também gera dúvidas a escolha de pó preto para as bombas, pois, resulta em um forte barulho e muita fumaça, sem efeitos especiais mortais, não é uma bomba terrorista. [...]

 
[...]A suposição (do pai de Tamerlan) é correta. Em abril de 2012, o jornal New York Times, na secção "Opinião" publicou um artigo de David K. Shipler intitulado de "Tramas terroristas, feitas pelo FBI" (Terror Plots, Hatched by the FBI) que descreve uma tática comum para a organização dos falsos atos de terrorismo. Em primeiro lugar, a vítima infeliz pega-se numa mesquita ou rede social por agente especial (informante).

Ele é da mesma nacionalidade que o "frango" e até do mesmo território, e encoraja o "cliente" como estão mal tratados os muçulmanos nos Estados Unidos, mostra-lhe vídeos, onde soldados americanos os torturam nas masmorras da Abu Ghraib e no Afeganistão. A seguir envolve em fóruns a discutir estes assuntos  de forma negativa, e assim por diante. Processado ​​e provocado, de costume, um estudante, uma vez entra num carro cheio de explosivos, e vai com o "cúmplice" — um agente do FBI, ao local do ataque. E no momento de ativar a bomba, fica pego em flagrante. No julgamento o informante e outras "testemunhas" podem gastar muito tempo para manobrarem, mudarem de evidências, lavando o cérebro dos juízes com o envolvimento de todos juntos em uma conspiração terrorista.






Alguns dos juízes, no entanto, ficam entendendo. Assim, o juiz Colleen McMahon, examinando o caso da tentativa de explosão em duas sinagogas, disse: "Só o governo podia fazê-lo (o acusado) terrorista, cuja palhaçada é realmente de Shakespeare no seu âmbito" e chamou o espetáculo, interpretado em frente dele, de "operação terrorista fantástica". No entanto, um tal James Cromitie foi condenado a 25 anos de prisão, escreve Shipler.

Porque é que desta vez a operação preparada desleixadamente (gafe com mochilas e lendas) culminou com a explosão? Lembremo-nos da experiência, previamente testada na Europa. "Operação Gladio" foi um projeto plurianual da NATO realizado nos tempos da Guerra Fria para influenciar os acontecimentos políticos na Europa. Organizações fascistas recrutadas explodiam bombas ao ar livre, em estações de trem, supermercados e assim por diante, mas os culpados foram encontrados entre grupos de esquerda e "ameaça vermelha". Como resultado, o governo, que tinha parado os nazistas, aumentava drasticamente a sua taxa de popularidade. Não é disso de que precisa hoje a administração de Obama?
[...]
 


[...]Pode haver outro motivo, tal como deixar uma parte do contingente militar no Azerbaijão, com a retirada das tropas da NATO do Afeganistão, sob o pretexto de aumento da ameaça caucasiana. [...]"


 Confira o texto inteiro com o Pravda.


 Além do Pravda, hackers ligados ao Annonymous entraram de cabeça na investigação desse caso:


"Você sabia que os E.U.A. através da CIA (Central intelligency Agency), em 1979, treinaram o Osama Bin Laden e sua patota, para combater os soviéticos no Afeganistão?

A DEEP WEB BR entrou de cabeça para TENTAR descascar a cebola, sobre os recentes ataques a bomba em Boston, e chegamos à algumas conclusões aterradoras, iremos demonstrar aqui os fatos, provas, e indícios de uma CONSPIRAÇÃO de fazer inveja aos melhores roteiristas de Hollywood, nem que seja necessário fazer algumas pessoas chorar..
[...]





A verdade que nossa equipe conta com pessoas dedicadas, nas mais distintas áreas da sociedade, não estamos aqui para brincar e não estamos aqui por um acaso! A verdade é que os atentados recentes em Boston não passam de uma farsa! Chorou? Ainda não? Eu sei.. Teremos que nos esforçar mais, não é?
Primeiro Ato - Cena 1 - O ator na cadeira de rodas
Segundo nosso especialista em bombas que é das forças armadas, nos narra uma explosão em ângulo inferior (de baixo para cima), sabendo que o artefato foi deixado "no chão".. Numa explosão em ângulo inferior o sangue das pernas da vítima, seria lançado para cima, seu sangue cobriria seu rosto, atingindo até seus cabelos e respingaria nas pessoas ao seu redor e não é isso que acontece.. Outra especialista em primeiros socorros analisa as disparidades em relação a os ferimentos.. O trauma corto-contundente das pernas seccionadas rompendo artérias fariam com que a vítima entrasse em óbito em poucos segundos devido a grave hemorragia, o ser humano adulto têm cerca de cinco a seis litros de sangue, nesse caso seria impossível sobreviver, caso se fosse feito um torniquete rapidamente, a vitima entraria em estado de choque, ficaria branca, possivelmente vomitaria, e não é o que acontece, suas mãos e lábios mostram ótima circulação arterial.. http://api.ning.com/files/MyF4ZQ2dSLgOjjFPCOzTsv42WQfnc3iiBc4mXAcX-34KIemiV*AHRMCsHJijqEv39MjB4*AwkUPUotM2dNkQUGteOE6XNMoO/boston5.jpg
Segundo Ato - Cena 1 - Explosão
Essa é a mais carocha, o cara de capuz, ajuda a colocar as próteses feridas falsas no ator citado acima (de camisa bi-color cinza), a mulher que também está em cena serve para encobrir a picaretagem.. http://i.imgur.com/C8qHMkp.jpg
Segundo Ato - Cena 2
Neste quadro as pernetas machucadas já estão no lugar, na correria toda o cara de capuz leva alguns segundos para colocar seus óculos escuros, mais uma evidência.. http://i.imgur.com/iLjGbWo.jpg
Segundo Ato - Cena 3 - Golpe Pronto
Já com seus óculos de sol, a mulher que encobria a cena faz o sinal de tudo pronto, (com toda a histeria ninguém percebe nada).. http://i.imgur.com/L5EfD4d.jpg
Segundo Ato - Cena 4 - Comoção Para Mídia
Perceba o sinal fake da mulher (com as mãos abertas e sem nenhum sangue aparente), para chamar atenção do cara de capuz para as câmeras, ambos sinalizam, o ator perneta levanta sua prótese (modelo CIA 2013), esquerda por cima do ombro da mulher, sem sangue, ossinho seco como um martini, nem na parte superior acima do joelho.. (Que a essa altura era para estar esguichando o melado!).. http://i.imgur.com/7fjVqAW.jpg
Segundo Ato - Cena 5 - O Derramamento do sangue Falso
Com a palma esquerda da mão aberta a vigarista agora faz o sinal, ela vira a cabeça para a direita, o rufião de capuz capta o sinal e começa o derramamento de sangue (RH+ CIA), na calçada atrás da vigarista. Agora é a vez do perneta dar aquele show para os otários (sem sangue), ergue as derrotas das próteses tipo (CIA 2013), para o ar.. http://i.imgur.com/5WEw6mm.jpg
Segundo Ato - Cena 6 - Show Para a Midia
Notem meus queridos, estamos vendo um quadro de uma bi-amputação em um ser humano adulto com seis litros de sangue em seu corpo, o sangue não espirra em ninguém, mais cai no chão? E lá vai o perneta tentando ganhar um Oscar, abrindo as mãos para atrair as câmeras para nos engrupir, trazendo com ele o casal picareta.. http://i.imgur.com/s1i5jpe.jpg
Terceiro Ato - Cena Final - Engula Essa!
Onde está a porra da pólvora? A tal panela de barro que envolvia o artefato? Os pregos? O chamuscamento na calçada? Os espirros de sangue? Só cena, nada mais, cada grito de terror um flash para te trollar, são atores picaretas tentando nos fazer de vaquinha de presépio (olhem para a cara desse otário e de diga que esse puto tá sofrendo?).. http://api.ning.com/files/MyF4ZQ2dSLhTy3Z*r0ZyR3lSX*H4ovYlRV5jPw0Z-Ru7*ItH0EVypyPbwIbKi*sOa8bFbhuHzeAc8cZvg2XVDOwAtDGK--Aj/64252_448847741869899_6696014_n1.jpg

Agora me pergunto o por que de tanta cena, o que devemos esperar? Conhecendo o "Tio San", que mandou apagar o próprio presidente (kennedy), só para ter a guerra do Vietnã e com isso faturar uma grana no famoso lob de material bélico? Quatro alternativas me passam pela cabeça.. 1. Será que já invadiram a Coreia do Norte e nós nem ficamos sabendo, achando que aqueles tubos de esgoto travestido de míssil balístico do ''porpeta'' do Kim Jong-un são reais? 2. Um golpe do Partido Republicano contra o sorridente Obama na tão esperada "reforma da imigração" que vinha caminhando a paços largos no senado ianque? 3. Pode ser também que queiram matar dois em uma, ajudando a pobre e falida França a acabar com os "muçulmanos" do Mali? 4. Ou a pior de todas, ficaram putos do Rio de Janeiro ter ganhado a disputa com Chicago para as olimpíadas, e estão já ensaiando um ataque "orquestrado" para o Brasil em 2016, nos usando como base de lançamento para mais um conflito lucrativo?
Obs¹: http://3.bp.blogspot.com/-tITcUFhFeHg/UXcoONDT2II/AAAAAAAAKNM/yVtuMp7a-fo/s1600/3dB2nOZ.jpg
Obs²: Na imagem 8... é possível um homem perder a perna e não esboçar reação? Pela perna também passa a artéria femoral, onde passa uma GRANDE quantidade de sangue. Uma simples amputação pode gerar uma hemorragia a ponto de ocasionar óbito. Ele não está pálido, lábios estão com a cor normal, não apresenta sinal de tontura ou fraqueza. A perna não aparenta estar queimada, o que talvez pudesse ter salvado a vida do rapaz, caso a queimadura estancasse o sangramento.
Obs³: Isso é uma TEORIA...
Fonte: http://beforeitsnews.com/alternative/2013/04/pictures-that-prove-double-amputee-was-an-actor-at-boston-bombings-2626684.html?utm_campaign&utm_source=http%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2F%3Fref%3Dcws&utm_content=awesm-fbshare-small&utm_term=http%3A%2F%2Fb4in.info%2Fp2Qu&utm_medium=facebook-post
Reclamações, façam por lá. Abraço.
São tantas perguntas e tão poucas respostas, só nos resta esperar!
~Dracul ~Spidey ~Intruder"


"Uma garrafa de sangue falso Uma manga rasgada e nenhuma ferida uma ferida na perna de borracha uma perna da calça estratégico para baixo para cobrir cinta prótese. Inestimável!!"

Informação adicional:
Robert R. Barron was awarded "The Career Intelligence Medal" in recognition of his exceptional achievements with The Central Intelligence Agency for more than twenty-four years.  The last fifteen years were devoted to the disguise branch.  In July 1993, former CIA Director, James Woolsey, stated, "Mr. Barron is an extraordinary artist and master of the highly specialized craft of personal disguise.  Mr. Barron's competency and artistic skills were unmatched.  He was the impetus of the advanced disguise system and the ideal by which all other disguise officers were judged in the area of advanced disguise fabrication.  His creativity and initiative were extremely instrumental in the research and development of what the silicone mask is today."
He currently works closely with physicians and their patients while focusing on the patient's hopes and expectations.  His goal is to provide an exquisitely personalized, realistic and functional prosthesis.  The basis for his reputation for creative reality can clearly be seen in his results.




ATÉ MESMO A IMPRENSA REACIONÁRIA QUESTIONA A VERSÃO OFICIAL!
confira o infográfico sobre dúvidas da globo


Devido à complexidade do caso, deixo os leitores livres para tirarem suas próprias conclusões. Os textos aqui retransmitidos são apresentados trazem contribuições para um debate necessário sobre esse tema.


Por fim, temos  nossos próprios fascistas enrustidos.
Da mesma forma que acontece nos outros países, posam de "defensores dos direitos humanos e da democracia", mas frequentemente tomam posturas contra isso.

partido da SOCIAL-DEMOCRACIA brasileira. Sem dúvida,
um partido neoliberal. Mas o termo em destaque não está aí à
toa. Como paleativo, esse partido agressivo tem concedido
alguns benefícios para os pobres, como o próprio Bolsa-
Família que tanto critica. Agora, nem pense em falar do olhar
de Alckmin senão a Tropa de Choque atira, o Serra privatiza
sua rua e FHC bota o exército pra te enfrentar.
Houve momentos em que puseram as garras de fora, mesmo que voltando atrás um tempo depois. O maior exemplo disso é o vergonhoso Getúlio Vargas e sua trupe da Ação Integralista Brasileira flertando com os regimes totalitários da Europa e implantando os mesmos sistemas de grandes sindicatos pelegos, vigilância estatal intensa, louvor à figura do presidente como chefe brilhante quase incontestável, conciliação de classes por meio da atuação estatal (o governo dava leis trabalhistas para ganhar simpatia dos trabalhadores e minar os sindicatos rebeldes), perseguição aos comunistas e calúnias antissemitas (Plano Cohen). Davam a isso o nome de Populismo.

Depois de Vargas, que industrializou consideravelmente o Brasil, a situação foi ficando mais polarizada. O general Dutra fez um empréstimo imenso, a gasolina subiu de preço,  o Brasil passou por uma crisesinha interna, houve problemas com desemprego, um tentou tapar o buraco com Fuscas e chamando multinacionais, outro resolveu se aproximar da URSS para tentar expandir o mercado, deram um golpe militar de 21 anos, quando acabou, lançaram uma Constituição carregada de valores socialdemocratas, então começou o neoliberalismo e vários partidos se engalfinham hoje para saber quem vai continuar vendendo o país para os estrangeiros e negar os direitos mais básicos aos trabalhadores.



No meio desse turbilhão, algumas figuras ganham destaque, em geral por declarações saudosistas de tempos bárbaros hoje ridicularizados e hostilizados, como viúvas da ditadura militar e pastores evangélicos.

Ao povo, o que sobrou?

"O flagelo que não quer calar »
Documento com mais de 7 mil páginas mostra as atrocidades cometidas contra os índios no Brasil Material serviu de base para o recém-descoberto Relatório Figueiredo [...]
[...]Depois de mostrar com exclusividade em uma série de reportagens os detalhes das 68 páginas que compõem o relatório, o Estado de Minas mergulhou no extenso inquérito com mais de 7 mil páginas que serviu de base para elaboração do documento e traz hoje um dossiê das violências e desmandos praticados por fazendeiros, empresários e agentes do Serviço de Proteção aos Índios (SPI) contra tribos de todo o país. As descrições contidas nele lembram requintes de crueldade somente dignos de campos de concentração nazistas da Segunda Guerra Mundial –, inclusive, muito provavelmente, enquanto partidários de Hitler seviciavam judeus inocentes, agentes do estado brasileiro torturavam índios igualmente inocentes. [...]"
 

"Fifa quer proibir venda de acarajé para beneficiar McDonald’s na Bahia




Proibição tem por objetivo assegurar vendas do McDonald's.
A venda de acarajé poderá ser proibida em um perímetro de até dois quilômetros ao redor do estádio Arena Fonte Nova, que irá sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014 em Salvador. A Fifa recomenda que esse tipo de comércio ambulante seja afastado da região por se tratar de concorrência para os hambúrgueres produzidos pela rede McDonald’s, que patrocina a entidade."

 




"Justiça de MINAS GERAIS vai investigar a questão do NIÓBIO, explorado sem licitação a mais de 40 anos
O estranho caso do precioso metal, supostamente sub-faturado e que pode estar financiando ilicitamente desde atividades políticas a emissoras de TV volta a tona nesse início de 2013 graças ao uso das redes sociais, a questão do precioso metal se tornou notícia ha cerca de 3 anos por conta de uma revelação feita no site Wikileaks. Promotores já falam até sobre a necessidade da criação de um órgão nos moldes da Petrobras para a administração das jazidas.
[...]"

Matéria completa aqui






Esse  descaso com a autonomia nacional, essa submissão  ao capital estrangeiro, esse desleixo com a condição dos mais pobres em nada tem a ver com o fascismo, mas os métodos, a truculência do Estado, a mania de roubar dos outros (principalmente índios) para benefício daqueles selecionados como portadores de cidadania, O PRECONCEITO MONSTRUOSO e o conservadorismo burguês, essencialmetne hipócrita, adotado por muitos políticos também nos deixa mais perto do espaço vital que o Füher tanto queria.



Um clássico da realidade política brasileira. Aqui sim o espírito fascista reina sem qualquer preocupação de impopularidade; ao contrário, é usado para ganhar audiência. (instigadores do terrorismo de Estado como o obeso acima são até retratados em atividades criminosas pelas artes brasileiras (Tropa de Elite 2).





DESTRUINDO O FASCISMO



Já dizia o camarada Marighella, "A melhor forma de derrotar seus inimigos é aprender a atirar." E essa, para todos os efeitos, é a maneira mais eficiente de tirar o fascismo do poder e devolvê-lo para o povo. Contudo, nem todos tem armas, companheiros armados para se proteger ou um fascista para atirar. Também não tem nenhum cabimento promover banho de sangue por causa de ideologia política, usando ainda o mesmo discurso do nosso inimigo, só que adaptado: "Fascista bom é fascista morto". Isso é uma violação brutal aos Direitos Humanos e nos coloca na mesma posição moral que as víboras que combatemos. O que se deve fazer, em tempos de paz, é capturar esses elementos e submetê-los a uma reeducação social nos conformes dos valores da Revolução tão boa que o prisioneiro siga o caminho correto da construção da história de toda a humanidade. Já em tempo de guerra, onde o Direito à Vida é contínua e reciprocamente ameaçado por nós e por eles e temos a obrigação moral de defender todas as famílias, cidades e nações que ficam às nossas costas, atirar na cabeça no máximo de alvos possíveis se torna, muito mais que um ato humanitário, uma imensa e inigualável honra para todo combantente, mais ainda se o Mártir da Liberdade Nacional cair em campo. Não é motivo para temer. Não é motivo para fugir. Já ensina o grande Sigmund Freud, "O fim de toda a vida é a morte." E se morrer é o fim de todos, que seja no calor da batalha em defesa dos irmãos de armas, dos entes queridos e da Revolução!



Ademais, não é toda hora que os lobos saem da toda em defesa dos seus donos. Já foi dissecado aqui que as fontes do fascismo estão encrustradas em instituições burguesas e, caso se deseje seguir com o impulso revolucionário e trazer abaixo toda essa alegoria de injustiças e violência que escraviza nossas vidas, é preciso se apoderar dessas instituições, como bem disse o genial Gramsci.
Esse plano inclui:

1) CRITICAR E REPUDIAR PUBLICAMENTE TODAS AS AUTORIDADES FASCISTAS, ASSUMIDAS OU NÃO, PARA DESPERTAR NAS MASSAS O HÁBITO DE DEFENDER A LIBERDADE E A DIVERSIDADE DA EXISTÊNCIA HUMANA;

2) DENUNCIAR AO POVO, JUDICIALMENTE ATÉ, O CARÁTER FASCISTA  DE TODAS AS INSTITUIÇÕES QUE APOIEM ALGUMA CLASSE DE DITADORES, como escolas que tratam os estudantes com desprezo, quartéis onde o treino dos recrutas é um show de sadismo dos oficiais, prisões onde os crimes da polícia imperam, canais de TV dispostos a defender os ditadores que os criaram ou acobertar os estrangeiros...;

3) FOMENTAR DE TODAS AS MANEIRAS POSSÍVEIS OS VALORES ANTIFASCISTAS (DEMOCRACIA, PLURALIDADE, CRITICIDADE, CIENTIFICIDADE, ALTERIDADE), o que se faz com conversas entre amigos, palestras, seminários, publicação de textos como este, divulgação de panfletos, cartazes, vídeos...;



4) OCUPAR TODAS AS RUAS, CANAIS, FREQUÊNCIAS E ESPAÇOS, PORQUE SE O DISCURSO É DOMINANTE, A RESPOSTA É EM IGUAL MEDIDA. Aproveitem que ainda é de graça montar blog, participar de rede social, publicar vídeo no Youtube  e nunca percam nenhuma oportunidade de falar ao grande público, mesmos na mídia de massa. "Paz sem voz, não é paz; é medo", e medo nós não temos!;


5) APOIAR TODOS OS MOVIMENTOS ANTIFASCISTAS, SEJAM ELES DE ORIGEM PROLETÁRIA, BURGUESA, RELIGIOSA OU QUALQUER OUTRA exatamente pelo caráter de ameaça internacional que o fascismo representa. Se um país poderoso quer ter o mundo em suas mãos de alguma forma, o mundo deve deixar suas brigas menores de lado e lutar contra esse país. Só assim pode haver autodeterminação dos povos, fundamental para resolver questões internas, como Revoluções ou conflitos de fronteira; e



6) APRIMORAR SEMPRE A SUA DEFESA PESSOAL, porque não se sabe o dia de amanhã. Se tratando de gente que inverte a lógica da Verdade como autoridade, querendo fazer da força a fonte da verdade, vacilar em discussões improdutivas é um erro. É preciso estar sempre atento às situações perigosas e saber se sair delas. Além disso, nem sempre a luta contra o é com palavras. Chega uma hora em que


Fazendo assim todos nós, numa só voz, num grande grito dos excluídos, até os mais solitários corações se aquecem com a chama da luta popular. E assim, um povo escreve sua história. E ASSIM TEREMOS SEMPRE MAIS E MAIS O QUE COMEMORAR NO DIA DA VITÓRIA DE TODOS OS POVOS!








Assim lhes escreve mais uma vez, cumprindo orgulhosamente e feliz esta obrigação moral de todo ano,
Rivaldo Cardoso Melo
**ESTE TEXTO SEGUE OS PLANOS DO PROGRAMA NACIONAL CONTRA A MENTIRA**